Criminalidade


Em Manaus, dois ônibus são assaltados em menos de uma hora nesta terça

Os casos aconteceram nas zonas leste e norte. O motorista de um dos ônibus relatou que passou pelo 13º assalto

Coletivo da linha 059 foi um alvo dos criminosos
Coletivo da linha 059 foi um alvo dos criminosos | Foto: Divulgação

Manaus - Mesmo com operações integradas do sistema de segurança pública acontecendo em todas as zonas de Manaus, crimes, que já se tornaram comuns, como assalto a ônibus, continuam ocorrendo pela capital e mostram a audácia dos criminosos. Na noite desta terça-feira (14), em um período de menos de uma hora, dois coletivos foram alvos de criminosos. 

Em um dos casos, o ônibus da linha 676, da empresa Eucatur, foi alvo de dois assaltantes. A ação criminosa aconteceu na Alameda Cosme Ferreira, bairro Corado, Zona Leste. Após recolherem pertences das vítimas e a renda do coletivo, os suspeitos fugiram sem ser identificados. 

O motorista conduziu o veículo até o 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), na avenida Autaz Mirim, onde registrou o Boletim de Ocorrência (B.O). Em depoimento, o profissional relatou que uma turista americana estava no ônibus e ficou apavorada.

"Uma vergonha para nossa cidade e pior que isso acontece diariamente. Infelizmente, convidados os passageiros para registrar o B.O, mas eles se recusam. Esse já é meu decimo terceiro assalto. Graças a Dus nada aconteceu, mas já presenciei meus colegas de trabalho sendo esfaqueados e agredidos", lamentou o motorista. 

Linha 059 

O outro caso aconteceu na avenida Max Teixeira, nas proximidades da entrada do bairro Manoa, localidade conhecida pela rota de fuga de assaltantes de ônibus. Três criminosos armados anunciaram o roubo na linha 059, da empresa Viação São Pedro.

Na fuga, um dos suspeitos deixou para trás uma mochila. O caso foi registrado no 6º DIP. 

Operações 

Nove pessoas já foram presas durante as ações desencadeadas pelos órgãos do sistema de segurança.  Na avenida Torquato Tapajós, um homem foi preso e um adolescente foi apreendido minutos depois de cometerem assalto a um coletivo. 

O comandante-geral da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), coronel Ayrton Norte, enfatizou também a intensificação da “Operação Catraca”, que visa coibir os assaltos a ônibus em Manaus. “Nós aumentamos, inclusive, a capacidade operativa para duplicar o tipo de abordagem aos veículos coletivos”, afirmou o comandante.

A ação deve se estender por toda a semana, com barreiras de fiscalização e incursões em regiões vermelhas para apurar denúncias de tráfico de drogas.