Fonte: OpenWeather

    Mutilada


    'Pareciam pernas de boneca', diz mulher que encontrou membros humanos

    Veja o relato da testemunha que encontrou duas pernas, supostamente de uma mulher, jogadas em um beco no bairro Compensa, em Manaus, na noite desta quinta-feira

    Uma mulher chegou ao local e disse que as pernas podem ser da mãe dela. Marquilene Cardoso que está desaparecida
    Uma mulher chegou ao local e disse que as pernas podem ser da mãe dela. Marquilene Cardoso que está desaparecida | Foto: Divulgação

    Manaus - "Estava indo à feira comprar comida, resolvi descer pelo beco junto com um amigo. Estava escuro, quando durante o trajeto nos deparamos com as pernas. Pareciam de bonecas, quando chegamos perto vimos que eram de gente e corremos", disse a moradora do bairro Compensa, que achou membros cortados, supostamente de uma mulher,  na noite dessa quinta-feira (30), no Beco dos Escoteiros, Rua 23 de dezembro. Por questão de segurança, a fonte não será revelada pela reportagem.

    Os restos mortais apresentam cortes precisos acima da coxa. Pelas características, os membros supostamente são do sexo feminino porque estão depilados e com as unhas pintadas, além de outras definições. As pernas estão sujas com farinha de trigo, o que indica que a vitima foi executada em outro local e transportada até o beco em sacos de fibra. 

    Para a moradora o caso ainda é um mistério. "Não deu para ver ninguém jogando essas pernas, não sabemos se fugiram a pé ou de carro", disse a mulher. 

    No momento da ocorrência, uma mulher chegou ao local e disse que as pernas podem ser da mãe dela. Marquilene Cardoso da Silva, de 38 anos,  que está desaparecida desde quarta-feira (29).

    A mulher informou aos policiais que Marquilene é usuária de drogas e pode ter sido sequestrada por traficantes da área. Apenas um exame de DNA deve confirmar se realmente os membros inferiores pertencem à desaparecida. 

    O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Sequestros (DEHS).