Operação


'Ney Gordo', da FDN, é baleado pela polícia e acaba preso em Manaus

O traficante, segundo a polícia, atuava nas invasões Monte Horebe, Itaporanga e Coliseu, nas zonas Norte e Leste da capital amazonense

Polícia Civil prende líder da FDN envolvido em milicia e venda de terras irregulares | Foto: Suyanne Lima

Manaus- Franciney Sevalho do Remédio, o “Ney Gordo”, foi preso na manhã desta sexta-feira (31), na rua Urumutum, bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus, durante operação deflagrada pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM). Ele é apontado como um dos líderes da facção criminosa Família do Norte (FDN) e responsável por milícias e venda de terras em áreas de invasão. 

Conforme o delegado Rafael Allemand, titular da 5ª Seccional Centro-Sul, “Ney Gordo” atuava  nas invasões Monte Horebe e Itaporanga, ambas na Zona Norte de Manaus, e também na invasão Coliseu, na Zona Leste da cidade. 

Delegados Bruno Fraga e Rafael Allemand falando da prisao do líder da FDN
Delegados Bruno Fraga e Rafael Allemand falando da prisao do líder da FDN | Foto: Suyanne Lima

Durante a prisão, Franciney estava com outros dois comparsas. Na ocasião, segundo a PC-AM, os três suspeitos trocaram tiros com os policiais civis, que reagiram e balearam “Ney Gordo”. Os comparsas dele conseguiram fugir e o suspeito foi socorrido e conduzido ao Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, na Zona Leste de Manaus.

Em nome de Franciney foi expedido um mandado de prisão preventiva por tráfico de drogas, extorsão, milicia privada e venda de terras irregulares.

Ao término dos procedimentos cabíveis, o homem será conduzido à audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, Zona Centro-Sul de Manaus.