Fonte: OpenWeather

    Prisão


    Condenado por latrocínio de adolescente em 2017 é preso

    Thalles Josafá da Silva Furtado, que tinha 17 anos, morreu após perseguir os criminosos que assaltaram a casa dele

    Thalles Josafá da Silva Furtado morreu após ser baleado com três tiros
    Thalles Josafá da Silva Furtado morreu após ser baleado com três tiros | Foto: Divulgação

    Manaus – Um dos envolvidos no latrocínio, que teve como vítima Thalles Josafá da Silva Furtado, que tinha 17 anos, foi preso na noite desta segunda-feira (3), pela equipe do 19° Distrito Integrado de Polícia. O homem, que não teve o nome revelado, e outros dois comparsas foram condenados a 20 anos de prisão pelo crime que aconteceu na manhã do dia 8 de agosto de 2017, no bairro Colônia Santo Antônio, Zona Norte de Manaus. A vítima foi morta após perseguir os suspeitos que assaltaram a casa dele.

    Segundo a Polícia Civil, no dia do delito, quatro homens aguardaram o momento em que o pai do adolescente sairia da casa da família e, quando a mãe da vítima foi fechar o portão da casa, os criminosos invadiram o local e anunciaram o assalto. Os moradores foram ameaçados de morte e tiveram diversos pertences subtraídos.

    Após o crime, os suspeitos fugiram na motocicleta da família. O adolescente, o pai dele e um colega passaram a perseguir os criminosos em outro veículo. Os suspeitos entraram em uma rua sem saída e atiraram contra as vítimas. O adolescente foi atingido por três tiros e morreu no hospital.

    Os criminosos foram identificados como: César Augusto Araújo da Silva, 21, Paulo Ricardo da Cruz Nascimento, 20, conhecido como “Dudu”, Rodrigo Pimentel Aquino, e Dário Henrique Lima Lira, que tinha 20 anos, e morreu um dia após o latrocínio. O trio foi condenado a 20 anos de reclusão pelo crime.  

    Conforme o delegado Guilherme Torres, 19° DIP, Paulo já estava preso e César e Rodrigo permaneciam foragidos. O delegado não confirmou qual entre os dois foi preso pela equipe da unidade policial.

    Após os procedimentos cabíveis, o homem deverá ser levado para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, Zona Sul de Manaus.