Fonte: OpenWeather

    desaparecido


    Canoeiro desaparece no meio do Rio Negro

    O homem saiu para trabalhar no seu bote motor 15, e não retornou para casa

    Francisco da Silva Salgado tem 60 anos e trabalha como taxista marítimo
    Francisco da Silva Salgado tem 60 anos e trabalha como taxista marítimo | Foto: Divulgação

    Manaus - O canoeiro Francisco da Silva Salgado, de 60 anos, saiu para trabalhar no último sábado (1) e não retornou. O homem trabalha como taxista marítimo, e mora com sua filha Elayne Salgado no bairro Cachoeirinha, zona Sul de Manaus.

    Na ocasião, o homem saiu do porto da Manaus Moderna para trabalhar do outro lado do rio. De acordo com Elayne, o frete seria para a Villa Furo do Paraúba, localizada município de Iranduba.

    Francisco tem pele morena, estatura baixa, corpo físico mediano, possui cabelos negros. A embarcação dele tem um motor 15, tamanho médio e não possui nenhum nome.

    “Eu não vejo meu pai desde sábado. Os outros canoeiros falaram que o viram se preparando para voltar do Iranduba por volta das 19h. Essa é a única informação que tenho. Espero que logo tenhamos boas notícias”, contou a filha.

    Segundo Elayne, a polícia e Corpo de Bombeiros já foram acionados para encontrar o canoeiro.

    “Os bombeiros estão realizando buscas diariamente. Hoje já me ligaram e não encontraram nada. Porém, amanhã eles voltam para novas buscas. O que eu estou achando muito estranho é o desaparecimento do barco”, declarou Elayne.

    Se você tiver informações sobre o paradeiro de Francisco, entre em contato com os familiares pelos números (92) 99612-7072 ou 99231-0793. Ou mesmo com a polícia pelo número 190 ou ainda com os bombeiros 193.