Fonte: OpenWeather

    Briga no trânsito


    Homem ameaça atirar em motorista durante briga de trânsito em Manaus

    O vídeo, que repercutiu nas redes sociais, mostra os dois homens em meio a uma discussão na avenida Constantino Nery. Um deles se apresenta como tenente do Exército e outro como policial militar, porém nenhuma das identidades e patentes foram confirmadas pelas instituições armadas

    | Autor: Reprodução

    Manaus - Um vídeo sobre uma discussão entre dois repercutiu nas redes sociais no último domingo (9). A briga aconteceu na avenida Constantino Nery, bairro Flores, Zona Centro-Sul de Manaus, próximo a Arena da Amazônia. No entanto, não há informações exatas sobre o dia e nem o horário em que as imagens foram gravadas. O Exército Brasileiro, por meio do Comando Militar da Amazônia, informou, nesta terça-feira (10), que nenhuma das três pessoas envolvidas no vídeo pertence às fileiras da instituição. 

    No vídeo, um dos homens, que se diz tenente do Exército Brasileiro, dirigindo uma caminhonete, avança em alta velocidade, ultrapassada um carro popular, modelo Chevrolet Classic e obrigada bruscamente o carro parar. O segundo veículo, conforme o áudio e as imagens, seria pilotado por um PM, que não foi identificado até o momento desta publicação. 

    O homem, que se apresenta no vídeo como tenente do Exército, ordena que o PM se identifique e o questiona o motivo de ter mostrado a arma minutos antes. E é neste momento que o suposto PM pega novamente a arma. Mesmo após mostrar que estava armado, o tenente do Exército não se intimidou e pediu a identificação alegando que o PM seria preso.

    Com os dizeres "Por que você mostrou a arma? Se eu puxar a minha eu te dou um tiro", o suposto tenente revoltado volta para o carro e ambos seguem a viagem.

    O Portal EM TEMPO procurou a assessoria da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), que ainda não tem conhecimento sobre o caso. A Assessoria da Polícia Civil do Amazonas disse que sem a identificação dos envolvidos não é possível saber se houve registro da ocorrência em uma unidade policial. 

    | Autor: Reprodução