Fonte: OpenWeather

    Prisão


    Presos criminosos envolvidos na morte de mulher e criança em Manaus

    O trio, preso durante operações da polícia, tem envolvimento na morte de Walcimara da Cruz Vasconcelos, de 23 anos, e do pequeno Renan Souza Gomes, de 9 anos

     

    As vítimas foram mortas no dia 9 de janeiro
    As vítimas foram mortas no dia 9 de janeiro | Foto: Divulgação

    Manaus - Um trio foi preso durante na noite da última segunda-feira (10), por ligações em aproximadamente 10 homicídios registrados no início deste ano em Manaus. Entre as vítimas estão Walcimara da Cruz Vasconcelos, de 23 anos, e Renan Souza Gomes, de 9 anos, ambos foram mortos no dia 9 de janeiro deste ano. 

    As prisões aconteceram durante ações da polícia. As operações começaram no bairro Tancredo Neves, Zona Leste. Após a primeira apreensão, a equipe da polícia obteve informações que levaram as outras duas prisões. 

    Conforme informações da polícia, um dos suspeitos é apontado como líder do tráfico de drogas no bairro Tancredo Neves. 

    As investigações da polícia apontam que os suspeitos teriam participações na morte do pequeno Renan. Ele foi baleado enquanto brincava de bicicleta em de frente de casa. 

    Outra morte brutal ligada aos criminosos foi da jovem Walcimara da Cruz, que foi encontrada com os pés e as mãos amarradas nas proximidades da ponte do 7, no final da rua José Francisco, no bairro Tancredo Neves, Zona Leste.

    Primeiro, os criminosos sequestraram e torturaram a jovem, com o objetivo de colher informações a respeito de uma organização criminosa rival, depois mataram Walcimara.

    Durante entrevista com ao Portal EM TEMPO, o delegado Paulo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), informou que foram feitas parcerias para coibir as práticas criminosas.

    “Eles estavam sendo monitorados pela DEHS e ontem foram presos com cinco armas. Esses crimes são motivados quase que 100% por tráfico de drogas”, explicou o delegado.

    Ainda segundo a autoridade, outros suspeitos envolvidos nos crimes já foram identificados e devem ser presos.

    Após os procedimentos na delegacia, os criminosos serão encaminhados para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch Reis, no bairro São Francisco, Zona Sul da capital.