Fonte: OpenWeather

    Histórico


    ‘É uma honra ser a primeira delegada-geral do AM’, diz Emília Ferraz

    Em mais de 100 anos, Emília é a primeira mulher a assumir a Delegacia Geral de Policia Civil do Amazonas

    A delegada é a primeira mulher a assumir a DG
    A delegada é a primeira mulher a assumir a DG | Foto: Bryan Riker

    Manaus - Em mais de um século de história da Polícia Civil do Amazonas, uma mulher assume o cargo de Delegada Geral. Emília Ferraz foi anunciada pelo governador Wilson Lima, na manhã desta sexta-feira (17), durante a inauguração da nova sede do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), localizado na avenida Brasil, bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus.

    Emília declarou estar profundamente honrada e que já estão sendo realizados planejamentos para fomentar as investigações dos crimes organizados.

    "É uma honra para mim ser anunciada como a primeira delegada-geral do Amazonas. Já estamos realizando as primeiras ações iniciais com o trabalho de inteligência. Já temos um grupo voltado para investigar o crime organizado. Conseguimos montar a estrutura e, a partir disso, vamos direcionar os passos nas investigações", comentou Emília.

    Emília Ferraz é de Teresina, no Piauí. Há mais de 20 anos atua na polícia. Ela ingressou no serviço público no ano de 2001, ao ser aprovada no concurso público para o cargo de delegada de Polícia Civil no Amazonas. Emília passou primeiramente pelo 18º Distrito Policial, localizado no bairro Novo Israel, Zona Norte de Manaus. Depois atuou nas Especializadas de Furtos de Veículos e do Consumidor. 

    Emília foi a primeira mulher no Amazonas a assumir o Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO). Em seu currículo consta como a primeira delegada mulher Mestre em Segurança Pública. Ela, juntamente com sua equipe, participou e liderou operações importantes no Amazonas. 

    A delegada foi Corregedora Auxiliar da Polícia Civil. Em 2014 tornou-se a primeira delegada mulher Mestre em Segurança Pública pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Em março de 2018, a delegada recebeu o título de Cidadã do Amazonas concedido pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam-AM). A autora da homenagem foi a deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB). Emília foi aclamada presidente do Sindepol no ano passado.

    Ao realizar o pronunciamento, o governador do Amazonas, Wilson Lima, falou sobre o momento histórico para a polícia no Amazonas. 

    “A doutora Emília é alguém que já tem uma vivência na área e entende muito bem essa dinâmica das organizações criminosas, do tráfico e do combate que é o nosso foco. Ela fará história como a primeira mulher delegada-geral”, disse.

    Segundo Emília, o desafio para esta nova fase da DRCO é a aproximação com a comunidade e os novos passos a serem tomados contra o crime organizado no estado. 

    “Em quase um século de Polícia Civil, me torno a primeira delegada-geral, com muita honra. Atender, ouvir e estar mais próximo da população é o nosso desafio. As ações iniciais são os trabalhos de inteligência contra o crime organizado, temos um pessoal qualificado”, reafirmou a delegada. 

    Operações

    Em 2012 atuou em casos de assaltos e explosões em caixas eletrônicos na cidade. A dupla que cometia os furtos estava sendo monitorada pelo Serviço de Inteligência da Polícia Militar de Rondônia, e a partir daí acionaram a polícia em Manaus para informar o caso. A delegada atuava como titular da DRCO. 

    Ela também coordenou as investigações da operação ‘Roleta Russa’ em 2016. A ação teve a participação de 34 policiais civis da Polícia Civil, além de servidores lotados na Corregedoria Geral do Sistema de Segurança Pública. 

    A delegada está atuando na equipe de inteligência de investigação do segundo maior massacre do Brasil. A morte de 56 detentos no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em 2017 alertou o Brasil e o mundo para a segurança pública do Amazonas e a disputa de poderes entre as facções criminosas. Na época, ela atuava como corregedora auxiliar da Polícia Civil na Corregedoria-Geral do Sistema de Segurança Pública.