Fonte: OpenWeather

    Prisões


    Operação da PC resulta em 8 presos por diversos crimes, em Manaus

    As prisões ocorreram durante a última quinta-feira (20) e madrugada de sexta-feira (21)

    A ação foi realizada em diferentes bairros de Manaus
    A ação foi realizada em diferentes bairros de Manaus | Foto: Divulgação

    Manaus – Uma megaoperação da Polícia Civil prendeu, ao longo da última quinta-feira (21), oito suspeitos envolvidos em diferentes crimes na capital amazonense. A ação aconteceu primeiramente nos bairros Novo Israel e Cidade Nova, situados na Zona Norte.  

    Os policiais civis cumpriram três mandados de prisão em nome de Ítalo Ranieiry de Souza Silva, de 19 anos, Josias de Souza Alencar, de 25 anos, e Thalisson Golçalves Damasceno, de 21 anos.

    Os suspeitos estavam sendo investigados pela autoria de pelo menos três ocorrências de furtos e uma de roubo em residências na Zona Norte.

    Segundo informações do delegado Aldeney Goes, titular da DERFD, os criminosos escolhiam uma casa e executavam o roubo.

    “Após o trio escolher determinada casa, eles adentravam ao imóvel e furtavam todos os bens que estivessem à disposição. Em um dos casos, o morador da residência estava presente e, no momento do crime, acabou sendo trancado em um dos cômodos”, explicou Goes.

    Ainda segundo o delegado, Chuyry Lima da Silva, que também participou dos crimes, foi preso pela equipe da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP). Outro suspeito, identificado como Breno de Aguiar Ferreira, continua foragido e segue sendo procurado.   

    A segunda etapa da operação ocorreu no bairro Cidade Nova, onde os policiais civis da especializada cumpriram outros três mandados de prisão preventiva em nome de Sérgio Júnior da Silva, de 22 anos, e dos irmãos Bruno Lamongi Rocha, de 28 anos, e William Lamongi Rocha, de 29 anos. Os suspeitos estavam sendo investigados por um roubo ocorrido no dia 19 de novembro do ano passado, em uma empresa de componentes eletrônicos no bairro Japiim, Zona Sul.

    Durante a tarde de quinta-feira, Flávio Rainero da Silva Guimarães, de 31 anos, foi preso no bairro Ponta Negra, Zona Oeste da cidade.

    Com o suspeito, foram encontrados cabos de energia e de telecomunicações, que seriam revendidos em ferros velhos na cidade. Bruno da Silva Cruz, de 37 anos, comparsa de Flávio, foi preso em flagrante durante a madrugada de hoje. Os mandados de prisão preventiva em nome do trio foram expedidos no dia 6 de fevereiro pela juíza Lina Marie Cabral, da Central de Inquéritos Policiais (CIP).

    Bruno e Flávio foram autuados em flagrantes por roubo qualificado. Ítalo, Josias e Thalison foram indiciados por roubo majorado e associação criminosa. Já Sérgio e os irmãos Bruno e Wiliam vão responder por roubo majorado, associação criminosa e corrupção de menores.

    Após os procedimentos legais, os presos deverão ser levados para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch Reis, situado na zona Sul da capital.