Fonte: OpenWeather

    Homicídio


    ‘Macaco’ é executado em frente de igreja no Coroado

    A vítima tinha deixado o presídio há seis meses, onde respondia por tráfico de drogas e era monitorada por tornozeleira eletrônica

    A vítima era monitorada por tornozeleira eletrônica
    A vítima era monitorada por tornozeleira eletrônica | Foto: Daniel Landazuri

    Manaus -  O detento do regime semiaberto Clarinho Gonçalves de Oliveira, de 35 anos, conhecido como “Macaco”, foi executado com nove tiros na noite desta quarta-feira (26). O crime aconteceu por volta das 19h, quando a vítima caminhava em frente de uma igreja evangélica, na rua Ouro Preto, bairro Coroado, Zona Leste de Manaus. O homem é natural do município de Borba e morava na capital há cerca de nove anos. 

    Segundo testemunhas, a vítima estava andando na via pública, quando foi surpreendida por dois homens, que estavam a pé. Os suspeitos atiraram contra 'Macaco' e fugiram sem ser identificados.

    Um irmão da vítima, que não quis se identificar, falou que Clarinho vinha do bairro Aleixo, na Zona Centro-Sul, e, possivelmente, estava a caminho de casa quando o crime aconteceu.

    "Macaco" era monitorado por uma tornozeleira eletrônica e deixou o presídio há aproximadamente seis meses, onde respondia por tráfico de drogas.

    Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) foi acionada para realizar a remoção do corpo. Peritos do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) recolheram cápsulas de pistola 9 milímetros, que caíram da arma do assassino no local do crime. 

    Conforme o delegado Luiz Rocha, plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que investiga o caso, familiares de "Macaco" foram conduzidos para unidade policial para prestarem esclarecimentos.

    "Vamos conversar com a família para saber qual era a vida pregressa da vítima e tentar entender um pouco sobre a motivação desse crime. Também vamos buscar câmeras de segurança da região para tentar identificar os suspeitos", informou o delegado. 

    Assista a live feita no local da ocorrência