Fonte: OpenWeather

    Agressão


    Jovem denuncia agressão de seguranças no Bloco do Parque 10, em Manaus

    Ela conta que chegou a ser trancada em um contêiner, onde foi agredida com chutes e tapas e ameaçada com uma arma de fogo

    Luana deixou claro que acredita que o procedimento padrão deveria ter sido retirá-la do evento e não agredi-la | Foto: Divulgação

    Manaus - Na última terça-feira (25), durante o Bloco do Parque 10, que ocorreu no estacionamento da Universidade Nilton Lins, bairro Parque das Laranjeiras, Zona Centro-Sul, uma jovem - identificada como Luana Haddad - relatou ter sofrido violência física dos seguranças do evento. Ela informou, por meio das redes socais, que a atitude dos profissionais foi desmedida e exagerada.

    Luana é representante da Cervejaria Ambev - patrocinadora do evento - e narrou que estava com os amigos curtindo o bloco quando resolveu subir em um gradil, que separava a pista da área VIP da festa. Nesse momento, uma mulher, que fazia parte da equipe de segurança, pediu para que a jovem descesse. Luana conta que, quando já ia sair, foi agarrada pelo braço e puxada da grade. Outros quatro seguranças apareceram e a carregaram para um contêiner.

    Chegando no local, a jovem conta que junto com dois amigos – que optaram por sair à procura dela – foram detidos e a jovem declarou que recebeu diversos chutes nas costas, além de dois tapas na cara de um segurança, que chegou a ameaçá-la com uma arma de fogo.

    Após o ocorrido, Luana fez um post em seu Instagram e deixou claro que acredita que o procedimento padrão deveria ter sido retirá-la do evento e não agredi-la. A reportagem não conseguiu confirmar com a vítima se foi registrado um Boletim de Ocorrência sobre a agressão. Confira o post da jovem:

    Em nota de esclarecimento, a organização do evento, Smart Bureau Comunicação e Entretenimento, se manifestou ao reafirmar seu compromisso com a sociedade e com o público e dizer que não compactua com qualquer tipo de agressão.

    Foi esclarecido que a empresa está fazendo a apuração do caso, por meio de sua assessoria jurídica. A organização espera que tudo seja resolvido da melhor forma possível e que os envolvidos sejam devidamente ouvidos pelas autoridades, sendo responsabilizados por seus atos.

    Por fim, a empresa lamentou o ocorrido e reiterou o compromisso com a produção de eventos que levem entretenimento, diversão e felicidade aos clientes.