Fonte: OpenWeather

    Crime


    Garçom morre ao ser baleado por pistoleiros em bar de Manaus

    Caso ocorreu na rua Girassol, bairro Lírio do Vale, Zona Oeste de Manaus

    Ação ocorreu em frente ao Bar do Tiniel, no Lírio do Vale | Foto: Kennedson Paz

    Manaus - O garçom Regilclei dos Santos Brandão, de 37 anos, foi assassinado com diversos tiros durante a noite do último sábado (14), em frente ao Bar do Tiniel, situado na rua Girassol, bairro Lírio do Vale, Zona Oeste de Manaus.

    Por volta de 23h30, um grupo de pistoleiros chegou até o local em um veículo de modelo e placa não identificadas. Após avistarem a vítima, sacaram as armas e efetuaram diversos disparos contra Rogilclei, em seguida, fugiram.

    A equipe de reportagem do EM TEMPO esteve no bairro onde Brandão foi executado e os moradores ainda estavam perplexos com o crime. "Ele era conhecido aqui, vivia aqui conosco, as pessoas gostavam dele. Eu não vi o que aconteceu, só ouvi os tiros da minha casa. Depois uma grande quantidade de pessoas estava aqui ma frente [Bar]”, explicou um morador, que não quis ser identificado.

    Um comerciante nas proximidades, também disse que não viu nada sobre esse crime, mas que a área é perigosa. “Eu fechei mais cedo, não vi o que aconteceu, soube apenas hoje. Mas nessa área, pelo menos nove pessoas já morreram”, disse o homem.

    Outro morador, que não quis se identificar por medo, comentou que ocorreram mudanças negativas no bairro. “Eu não conhecia o homem que morreu, mas de uns três anos para cá, nosso bairro ficou muito perigoso. Esses jovens não querem trabalhar e se envolvem no mundo do crime. O futuro muitas vezes é esse”, disse o senhor.

    A equipe de reportagem foi aconselhada a não entrar no beco onde o homem está sendo velado, por questões de segurança.
    A equipe de reportagem foi aconselhada a não entrar no beco onde o homem está sendo velado, por questões de segurança. | Foto: Kennedson Paz


    Na manhã deste domingo (15), o corpo do homem está sendo velado na casa dos familiares. No entanto, a equipe de reportagem foi aconselhada a não entrar no beco, por questões de segurança.

    Conforme dados do Instituto Médico Legal (IML) o corpo da vítima passou por exames de necropsia no qual atestou a que o homem teve choque hemorrágico e lesões internas na região do tórax, provocadas pelos tiros.

    O caso foi registrado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e a Polícia Civil (PC) agora investiga o caso para apurar as motivações do crime e os suspeitos de cometer o crime.