Fonte: OpenWeather

    Ação Criminosa


    Vídeo: Ladrão furta R$ 10 mil em produtos esportivos de loja em Manaus

    A pouca movimentação nas áreas comerciais, devido a pandemia do coronavírus, deixa os estabelecimentos vulneráveis às práticas criminosas e empresários no prejuízo

    Câmeras de segurança da loja registraram a ação do bandido
    Câmeras de segurança da loja registraram a ação do bandido | Foto: Divulgação

    Manaus - Além dos impactos econômicos causados pelo coronavírus, empresários de Manaus continuam sofrendo com a insegurança na cidade. A pouca movimentação nas áreas comerciais deixa os estabelecimentos vulneráveis às práticas criminosas. Foi o que aconteceu na madrugada desta segunda-segunda-feira (23). Um ladrão arrombou a loja de artigos esportivos, Boutique do Torcedor, localizada na avenida Carvalho Leal, bairro Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus, e furtou dezenas de camisas oficiais de times, que somam aproximadamente R$ 10 mil. 

    Câmeras de segurança da loja registraram a ação do bandido. De "cara limpa", ele entra no estabelecimento e, mesmo no escuro, consegue apalpar alguns objetos até encontrar uma televisão. Ele liga o aparelho para ter claridade no local e, em seguida, começa a retirar os itens das prateleiras. 

    Veja o momento que o criminoso consegue ligar a TV para iluminar o ambiente | Autor: Divulgação
     

    Uma das proprietárias da Boutique do Torcedor, a empresária Aline Maquiné, relatou ao Portal EM TEMPO, que testemunhas avistaram os dois criminosos arrombando a loja. O segundo, que não aparece nas gravações, ficou do lado de fora fazendo a segurança do comparsa.

    Uma pessoa, não identificada, chegou a acionar a polícia, ainda na madrugada, mas a ação não foi o suficiente para inibir o furto. 

    "Nas câmeras é possível ver que os bandidos agem por duas vezes. Na primeira, eles quebram a porta e entram na loja. Um homem que passava no local percebe o crime e a chama uma viatura que estava no posto de gasolina. Mas, os policiais não prenderam os suspeitos. Os dois foram liberados e depois voltaram para terminar o serviço", explicou a empresária. 

    Ainda conforme Aline, o suspeito que aparece nos vídeos já foi reconhecido por outros empresários da Zona Sul da capital.

    "Ele já furtou cerca de cinco estabelecimentos, entre restaurante, lanchonetes e clinicas odontológicas da área", explicou. 

    Prejuízo e Revolta

    No total, os criminosos levaram aproximadamente 30 camisas oficiais de times europeus, nacionais e locais. Inclusive, peças de colecionadores, além da renda que estava no caixa da loja, somando cerca de R$ 10 mil de prejuízo. 

    Reconhece o suspeito? Denuncie 181. | Autor: Divulgação
     

    Fora os danos materiais, durante a tarde desta segunda, os empresários tiveram que fazer reparos na porta da loja e desembolsaram aproximadamente mil reais para reforçar a segurança da loja.

    "A gente paga aluguel e todos os impostos e se vê numa situação dessa, é revoltante. A loja é o único meio de levar sustento para a minha família. No meio dessa pandemia do coronavírus, já estamos sofrendo com a falta de clientes, ainda temos que fechar a loja mais cedo. Não sei como vou pagar meus fornecedores, vai ser difícil continuar", lamentou Aline. 

    Apelo

    Na página da Boutique do Torcedor, os empresários fazem um apelo.

    "Se você souber de alguém que esteja vendendo camisas de clubes europeus, brasileiros ou dos clubes locais, por favor nos avisem", diz  trecho da publicação. Veja o post abaixo: 


    A empresária explicou que já procurou uma delegacia para tentar registrar o Boletim de Ocorrência, mas as unidades policiais estão com o atendimento suspenso para alguns tipos de casos. Ela foi orientada a fazer o B.O pela internet. 

    "Ainda não fiz o procedimento porque passei o dia providenciando o reforço da segurança da loja. Tudo que a gente quer é recuperar os materiais que foram furtados", disse. 

    Quem reconhecer o criminoso do vídeo ou souber informação sobre a mercadoria pode entrar em contato pelo número da loja o 99256-2212 ou o Disk-Denúncia da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), pelo número 181.