Prevenção


Covid-19: novos presos ficam em quarentena em presídios no Amazonas

Novos presos que entrarem nas unidades prisionais do Amazonas nos próximos ficarão em quarentena como medida de proteção

A Seap está realizando várias medidas de prevenção contra o coronavírus | Foto: Arquivo EMTEMPO

Manaus - Como medida para evitar a propagação do coronavírus, os novos detentos que entrarem nas unidades prisionais do Amazonas devem ficar em quarentena por 14 dias. A determinação é da Secretária de Administração Penitenciaria (Seap) e foi divulgada nesta quinta-feira (26). Até o momento, nenhuma unidade prisional tem registro da doença.

Caso aconteça, a secretaria explicou que o interno será separado dos demais presos. “Em caso de qualquer preso apresentar algum sintoma, o que não ocorreu até o momento, ele será levado para fazer o teste do coronavírus. Se der positivo para o Covid-19, o interno será devidamente separado da massa carcerária”, informou a Seap. Atualmente, 6.807 mil presos cumprem pena nos presídios do Estado, desse total 5.019 somente em Manaus

A secretaria está tomando outras medidas de prevenção contra o Covid-19. Uma delas é deixar os presos informados sobre o avanço da doença em todo o Brasil para, com isso, convencê-los da importância das ações de precauções.

 O secretário da Seap, coronel Vinícius Almeida, salienta que todas as medidas estão sendo tomadas para impedir que o vírus entre nos presídios.

 “Estamos fazendo abordagens com todos os servidores nas entradas das unidades, medindo a temperatura, higienizando as mãos e os materiais que adentram no local e mantendo um tapete com água sanitária na entrada para que todos os sapatos sejam higienizados", declarou Almeida.

Visitas suspensas

Outra forma de prevenção foi suspender as visitas e os atendimentos em parlatórios, de 14 a 31 de março, além disso todos os servidores, que tem contato direto com os internos, estão usando equipamentos de proteção individual para resguardar a saúde dos apenados.

Conforme o último balanço, divulgado nesta quinta-feira (26), o Amazonas tem 67 novos casos da doença, desses sete estão internados, além de 69 em isolamento domiciliar e uma morte confirmada.