Fonte: OpenWeather

    Acidente


    Vídeo: Ao tentar fazer selfie, casal morre em colisão contra caminhão

    O casal estava de moto e havia acabado de sair do balneário da Prainha, onde participou de uma festa.

    O acidente aconteceu por volta de 6h30 deste domingo (26)
    O acidente aconteceu por volta de 6h30 deste domingo (26) | Foto: Divulgação

    Manaus - Um casal morreu em um grave acidente de trânsito na manhã deste domingo (26), na avenida do Turismo, bairro Tarumã (Zona Oeste). As vítimas identificadas até o momento como Jefferson Soares Mendonça, 25 anos, e Sinara. Eles eram amigos e estavam em uma moto, modelo XRE 300, quando colidiram na traseira de um caminhão baú, que estava estacionado em frente de um condomínio da localidade. 

    O acidente ocorreu por volta das 6h30, vigilantes que trabalham no residencial informaram que as vítimas vinham acompanhadas de um comboio de, pelo menos, outras três motos e quatro carros. O grupo havia acabado de sair do balneário da Prainha, onde participou de uma festa e no caminho de volta para casa aconteceu a fatalidade.

    Ainda segundo os seguranças do condomínio, os amigos de Jefferson e Sinara relataram que eles tentavam fazer uma selfie no momento em que ocorreu a colisão. “Acredito que a moto estava trafegando em uma velocidade de 70 quilômetros por hora, foi um descuido do piloto, os colegas deles disseram que eles estavam se filmando e não viram o caminhão parado”, contou um vigilante de 28 anos. 

    Com o impacto da batida, os corpos das vítimas ficaram presos na carroceria do caminhão. Equipes dos bombeiros foram acionados para fazer a retirada dos cadáveres. 

    Veja o vídeo gravado por uma câmera de segurança do condomínio onde o caminhão estava estacionado.

    Com o impacto da batida, os corpos das vítimas ficaram presos na carroceria do caminhão | Autor: Redes sociais
     

    Os trabalhadores do condomínio informaram, ainda, que o caminhão estava estacionado na via desde a noite de sábado (25). Não há informações se as vítimas usavam capacetes antes da colisão, os equipamentos de seguranças ficaram jogados sobre a via. 

    Não há informações se as vítimas usavam capacetes antes da colisão mas os equipamentos de seguranças ficaram jogados sobre a via.
    Não há informações se as vítimas usavam capacetes antes da colisão mas os equipamentos de seguranças ficaram jogados sobre a via. | Foto: Daniel Landazuri

    O Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) fez a perícia no local do acidente. Os corpos de Jefferson e Sinara foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML). O EM TEMPO não conseguiu localizar nenhum dos familiares das vítimas. 

    A Polícia Civil deve investigar o caso e também a festa clandestina que ocorreu no balneário da Prainha. A comemoração seria considerada ilegal, com base no decreto governamental que proíbe eventos com aglomeração de pessoas para tentar conter a proliferação do novo coronavírus no Estado.