Presídio


Detentos se rebelam e fazem agentes de reféns em presídio de Manaus

Presidiários prometem um massacre na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP)

Segundo informações preliminares da polícia, pelo menos sete agentes penitenciários estão em poder dos presos | Foto: Divulgação

Manaus- Na manhã deste sábado (2), os presidiários da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) se rebelaram, ateando fogo na unidade e fizeram agentes de reféns.

Segundo informações preliminares da polícia, pelo menos sete agentes penitenciários estão em poder dos presos e os presidiários prometem realizar um massacre na UPP.

Eles também levantam uma "bandeira" improvisada com lençol que diz "CV".
Eles também levantam uma "bandeira" improvisada com lençol que diz "CV". | Foto: Divulgação

Os presidiários aparecem em cima dos muros e caixas d'água da unidade, eles também levantam uma "bandeira" improvisada com lençol que diz "CV".

Até o presente momento, o Comando de Operações Especiais (COE), foi acionado e espera-se a ação da polícia para conter esses presidiários e remover todos os reféns com segurança.

Nota

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou por meio de nota que internos da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) iniciaram uma rebelião por volta das 6h deste sábado (02).

O Grupo de Intervenção Penitenciária (GIP) e forças de segurança da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) - Rocam, COE, Batalhão de Choque, Companhia de Cães - estão no local e já iniciaram as negociações.

A rebelião teve início durante a entrega do café da manhã, quando  internos serraram a grade de duas celas e fizeram os agentes de socialização de reféns.

No momento, sete agentes estão em poder dos detentos. Eles exigem a presença da imprensa e dos direitos humanos. Não há informações sobre mortos.

Confira vídeos:

| Autor:
 
| Autor: