Fonte: OpenWeather

    Tráfico de Drogas


    Após prisão de traficantes no AM, operação caça fornecedores de drogas

    Os envolvidos eram autores das ameaças feitas aos policiais militares que atuam no bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus, palco da disputa entre FDN e CV pelo domínio do tráfico de drogas na região

    Material apreendido foi apresentado pela Polícia Civil do Amazonas | Foto: Yasmin Feitosa/Em Tempo

    Manaus - Na manhã desta sexta-feira (15), após a prisão de oito integrantes de facções criminosas, delegados da Polícia Civil do Amazonas falaram sobre a ação policial, deflagrada esta semana, que se estenderá pelos próximos dias para prender, também, fornecedores das drogas apreendidas em Iranduba (município distante 27 km de Manaus).

    A delegada Marna de Miranda, diretora adjunta do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), comentou sobre o início da ação. "A operação foi deflagrada em razão do conhecimento do DRCO sobre a chegada desses entorpecentes na região metropolitana de Manaus. As equipes se dividiram e conseguimos prender alguns em flagrantes e cumprir mandados", disse a delegada.

    A ação contou com o apoio de policiais civis da Delegacia Fluvial (DEFLU), do Canil da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) e do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera).

    Segundo o delegado Ruan Valério, do Fera, as investigações da operação ainda não foram concluídas. "Os envolvidos serão conduzidos para a audiência de custódia, outros irão cumprir mandado de prisão e serão encaminhados para o sistema prisional. As investigações, também por parte do DRCO, vão continuar com a ação para identificar os fornecedores das drogas e, consequentemente, possíveis integrantes dessas facções", disse o delegado.

    Sobre os envolvidos

    Durante a operação, foram presos em flagrante Assis Curico da Silva, de 55 anos, Jader Vasques Sevalho, de 39, Marcelo dos Santos Farias, 32, Wallace Rafael Castro de Almeida, 34, Samuel Carvalho da Silva, 24, e Ana Cristina Façanha Neves, 34.

    Os outros dois são Renald Pereira da Silva e Francisco Ricardo Castro de Almeida, ambos irão cumprir mandados de prisão temporária.

    Wallace também irá cumprir um mandado de prisão por organização criminosa, tráfico de drogas e associação ao tráfico.

    Procedimentos legais

    Ao término dos procedimentos realizados no DRCO, o grupo será encaminhado à Central de Recebimento e Triagem (CRT), para procedimentos cabíveis.

    As últimas informações passadas pelos delegados é de que as drogas apreendidas vieram do município de Tabatinga e estavam sendo transportadas por Assis e Jader. Outros dois indivíduos fugiram durante a abordagem e as investigações também serão feitas na região.