Fonte: OpenWeather

    Homicídio


    Família assiste jovem ser executado dentro da própria casa em Manaus

    Conforme a polícia, a vítima foi morta com sete tiros à queima-roupa na frente da mãe e de familiares.

    A polícia suspeita que a vítima já estaria jurada de morte
    A polícia suspeita que a vítima já estaria jurada de morte | Foto: Divulgação

    Manaus - Perseguido por dois criminosos, o jovem Almiro Andrade da Silva, 22 anos, tentou se esconder dentro da própria casa, mas acabou encurralado e fez com que a família assistisse sua morte na noite desta sexta-feira (15). O caso ocorreu na rua Barretos, comunidade Grande Vitória (Zona Leste de Manaus). 

    Conforme o delegado Fabio Silva, plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), a vítima foi vista por testemunhas tentando fugir de dois suspeitos, que estavam em uma motocicleta de características não divulgadas. 

    "Os autores perseguiram a vítima ainda na rua, mas ela entrou na casa onde morava. Porém, os autores também entraram no imóvel e cometeram a execução na frente da mãe e de outros familiares", explicou o delegado. 

    O plantonista da DEHS informou, ainda, que, pela dinâmica do crime, Almiro já estaria jurado de morte. "Foi uma execução. As pessoas queriam mesmo matar ele, tanto que invadiram a residência e efetuaram sete disparos à queima-roupa. Um dos suspeitos ainda fugiu pela porta que fica atrás do imóvel", disse Fabio Silva. 

    No local do crime a polícia conseguiu coletar algumas informações sobre os suspeitos e vai solicitar imagens de câmeras de segurança da região para tentar identificá-los.

    A motivação ainda é desconhecida, a DEHS não informou se a vítima tinha passagem pela polícia. O corpo de Almiro foi removido para o Instituto Médico Legal (IML).