Assalto


Dupla é presa após roubar residência e fazer família refém em Manaus

Os dois assaltantes foram indiciados por associação criminosa e roubo majorado

Carros recuperados com os criminosos
Carros recuperados com os criminosos | Foto: Divulgação

Manaus - Saulo Marreiros Maciel, de 21 anos, conhecido como "carequinha", e Josieldo Oliveira, 30 anos, conhecido como "Soldado", foram presos após roubar uma residência e fazer uma família refém. A prisão aconteceu no último domingo (17), na rua Lápis Lazuli, no bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-sul de Manaus. 

O crime aconteceu no dia 12 deste mês. Os assaltantes, com a ajuda de comparsas, levaram da residência $20 mil dólares em espécie e dois veículos, sendo um modelo Fiat Mobi e uma Picape S10.  

Segundo o titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), delegado Cícero Túlio,  a dupla foi pega ao tentar se desfazer do valor. "Tomamos conhecimento que a quadrilha estava tentando se desfazer dos dólares na região do Coroado, alguns veículos haviam sido adquiridos por meio desses dinheiro", disse Cícero Túlio.

Após as vítimas formalizarem a denúncia na sede da Derfv, os criminosos tentaram intimidá-los e voltaram à residência que havia sido alvo de roubo, onde efetuaram golpes de marreta no portão do imóvel. No entanto, as investigações continuaram sendo realizadas, que resultou na prisão dos dois integrantes do grupo.

Conforme Túlio, no decorrer da ação policial, os dois automóveis roubados foram recuperados. Além disso, um veículo da montadora Volkswagen, modelo Gol, utilizado como carro de apoio no dia do crime, e uma motocicleta, comprada com o dinheiro do roubo, foram apreendidos pelos policiais civis.

O titular da DERFV destacou, ainda, que as investigações em torno da ocorrência continuarão em andamento, a fim de localizar e prender os demais envolvidos no roubo. 

Ainda segundo o delegado, a quadrilha também teria tentado explodir um caixa eletrônico de uma drogaria no bairro Coroado, mas, não conseguiram levar nada.

Os dois assaltantes foram indiciados por associação criminosa e roubo majorado. Eles foram encaminhados ao Centro de Recebimento e Triagem (CRT), onde deverão passar por audiência de custódia por meio de videoconferência.