Fonte: OpenWeather

    Prisão


    Militar do Exército que atirou em PM é preso pela 2ª vez em Manaus

    Ele foi liberado para responder pelo crime em liberdade, mas não estava cumprindo com o que foi determinado. A briga aconteceu por causa de uma vaga em estacionamento

    O sargento do EB está preso no 19º DIP
    O sargento do EB está preso no 19º DIP | Foto: Reprodução

    Manaus - O sargento do Exército Brasileiro (EB), Janilson Cury Cuesta, suspeito de atirar contra um sargento da Polícia Militar, de 44 anos, após uma discussão por conta de uma vaga de estacionamento no bairro Nova Esperança, Zona Oeste de Manaus, foi novamente preso no início da noite desta segunda-feira (18). 

    A tentativa de homicídio aconteceu no dia 29 de março deste ano. Na época, o suspeito ainda se apresentou no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e passou a responder pelo crime em liberdade. Informações preliminares dão conta que Janilson não estava cumprindo com as medidas impostas pela Justiça e acabou sendo detido novamente. 

    A ação de captura do suspeito foi coordenada pelo delegado Guilherme Torres, titular do 19º DIP, e contou com o apoio da Polícia do Exército (PE). Destalhes da ocorrência serão divulgadas em coletiva de imprensa nesta terça-feira (19).

    Sargento preso no 19º DIP | Autor: Divulgação
     


    O caso 

    A vítima foi baleada, com dois tiros nas costas e um no abdômen, durante uma discussão com o sargento do EB por conta de uma vaga de estacionamento.

    Após o fato, a vítima precisou ser levada às pressas para o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, onde passou por cirurgias, que duraram, em média, 5 horas e, por muito pouco, ele não ficou com sequelas. 

    Segundo a assessoria da Associação dos Praças da Polícia e Bombeiro Militar do Amazonas (APPBMAM), atualmente ele apresenta apenas uma leve paralisação em um dos pés. O sargento da PM faz tratamento por meio de fisioterapia.