Fonte: OpenWeather

    Caso Miss


    Mãe de Kimberly diz não guardar rancor de Rafael, mas o quer na cadeia

    A mãe da Miss Manicoré Kimberly Karen Mota prestou depoimento nesta terça-feira (19), no prédio da DEHS

    A mãe de Kimberly disse não ter mágoa do ex-genro
    A mãe de Kimberly disse não ter mágoa do ex-genro | Foto: Suyanne Lima

    Manaus - Neila Mota, a mãe da Miss Manicoré Kimberly Karen Mota, de 22 anos, prestou depoimento no início da tarde desta terça-feira (19), no prédio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), para contribuir com as investigações em torno da morte da filha. Em breve diálogo com a imprensa, a mulher deixou claro que não guarda mágoa de Rafael Fernandez Rodrigues, de 31 anos, réu confesso da morte da filha dela. Ela apenas pede que a Justiça seja feita e que o ex-genro pague pela morte da Miss na cadeia.

    "Irei lutar por Justiça até o fim, para que isso não aconteça com outras Kimberlys no mundo. No momento só peço por Justiça. Não guardo mágoa e nem ódio do Rafael, eu só quero que ele pague e fique preso. Tudo que está acontecendo está doendo muito", declarou a mãe da Miss Manicoré.

    A delegada Zandra Martins, adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), responsável por ouvir o depoimento, informou que Neila confirmou o que as investigações apontavam sobre o ciúme excessivo que Rafael tinha da filha e o término da relação por esse motivo. 

    "Do crime, ela não tem nenhuma informação, até porque ela mora em Manicoré. No dia do fato, a jovem ainda falou com a mãe e que sabia que ela estava na casa da amiga - onde Rafael a buscou. Depois, ela já não sabe mais informar, pois foi quando a Kimberly foi para o apartamento. A mãe está muito sensata, não demonstra nenhum tipo de raiva, nenhum tipo de sentimento de vingança. Ela demonstra ter pena dele e só quer o que toda mãe quer: Justiça pela morte da filha", concluiu a delegada.  

    Nesta terça-feira (19), a mãe de Rafael também esteve na DEHS em buscas de notícias do filho. Entretanto, Rafael deixou claro à polícia, por meio dos advogados, que não quer que a mãe seja informada dos procedimentos do caso dele e que não quer ter contato com ela. 

    Acompanhe a entrevista com a mãe de Kimberly Mota: