Fonte: OpenWeather

    Feminicídio


    Sociedade cobra e polícia diz que caso Heloísa não foi esquecido

    Com a morte da Miss Manicoré Kimberly Mota, o caso da estudante de técnico em enfermagem, Heloísa Medeiros da Silva voltou a ter repercussão e a sociedade cobra a prisão de Michael Saboia de Souza que continua solto cinco meses após o crime

    Michael Saboia é apontado no Inquérito Policial como autor da morte da adolescente
    Michael Saboia é apontado no Inquérito Policial como autor da morte da adolescente | Foto: Divulgação

    Manaus - Após a repercussão da morte da Miss Manicoré Kimberly Karen Mota e a saga da polícia até a prisão de Rafael Fernandez Rodrigues, a sociedade manauara voltou a questionar a polícia sobre respostas pelo caso da estudante de técnico em enfermagem, Heloísa Medeiros da Silva, encontrada morta com sinais de tortura no dia 15 de dezembro de 2019 em um casarão, no Centro de Manaus.

    O principal suspeito pelo crime, Michael Saboia de Souza, de 19 anos  ainda continua foragido e muitos internautas avaliaram nos últimos dias a investigação do caso de forma negativa. Nesta quarta-feira (20) Polícia Civil se manifestou e afirmou que o caso não está esquecido.

    A delegada Zandra Ribeiro, adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) informou à imprensa que o Inquérito Policial (IP) do caso foi remetido à Justiça no dia 20 de fevereiro com a autoria de Michael definida e desde o encontro do cadáver da adolescente a polícia não parou de fazer buscas pelo suspeito. 

    "De início, o Michael estava sendo monitorado no interior do Estado, estivemos em três locais onde ele supostamente estaria mas não o encontramos. Nós continuamos em busca dele, mas por conta do caso da Kimberly, esse caso veio a tona novamente e muitas pessoas estão falando na internet que esse caso caiu no esquecimento. Quero esclarecer que nenhum caso que é investigado pela DEHS e tem mandado de prisão é esquecido. As buscas por ele continuam e temos notícias sobre o paradeiro dele, que não podemos divulgar por conta da investigação, mas acreditamos que ele será preso", esclareceu a delegada. 

    Zandra Ribeiro fez questão de destacar que a população pode ajudar nas investigações divulgando a foto de Rafael e fornecendo informações sobre o paradeiro dele à polícia por meio do número 181. "A população pode ajudar desde que sejam com informações verdadeiras, pois ao longo da investigação recebemos informações completamente descabíveis", declarou.

    No entanto, a família de Heloísa diz que continua sem informações sobre o caso. "A partir da morte da Miss Manicoré, percebemos uma repercussão no caso de Heloísa. Esse caso não será esquecido por nós enquanto esse homem não for preso e pagar pelo o que ele fez. Só vamos descansar quando soubermos que a Justiça for feita. Soubemos que a polícia falaria com a imprensa, então o que disserem é o que está acontecendo em relação as buscas, pois nós familiares não sabemos de nada. Inclusive procuramos páginas de repercussão na internet para divulgar a foto de Michael à população", explicou Fábio Medeiros, tio de Heloísa. 

    Em nota, divulgada pela assessoria de imprensa, a  PC-AM destacou que o autor do homicídio de Heloísa Medeiros da Silva continua foragido, o mandado de prisão foi expedido e as equipes estão em busca de cumprir o mandado.