Assassinato


Empresário é morto com 3 tiros e facada na frente dos filhos no AM

A família de Cesar Augusto suspeita que ele tenha sido vítima de uma emboscada planejada pela ex-companheira

Os filhos ainda tentaram socorrer o pai, mas ele não resistiu
Os filhos ainda tentaram socorrer o pai, mas ele não resistiu | Foto: Arquivo pessoal

Rio Preto da Eva - De forma covarde, o empresário César Augusto Lago, de 57 anos, foi assassinado, na noite de quarta-feira (20). O crime aconteceu na frente dos próprios filhos, no sítio onde a vítima possuía uma criação de peixes, localizado na comunidade São Benedito, próximo ao município de Rio Preto da Eva, Zona Rural de Manaus. 

A família de César Augusto suspeita que ele tenha sido vítima de uma emboscada planejada pela ex-companheira, que não teve o nome divulgado. O empresário morava em Rio Preto da Eva, a 57 quilômetros da capital, onde era proprietário de um supermercado e atuava no ramo da piscicultura.

A ex-mulher tem um filho com o empresário e, nos últimos dias, teria pedido para a vítima passar a semana no sítio. O motivo seria o isolamento para o tratamento de uma gripe. César não visitava a propriedade há algumas semanas e decidiu ir após a insistência da ex-companheira. 

Ao chegar no sítio, durante a noite, a vítima colocou os filhos para dormir e deitou em uma rede, quando foi surpreendido por dois homens. Eles, sem falar nenhuma palavra, já chegaram atirando à queima-roupa. Vendo que a vítima permanecia viva, os suspeitos ainda desferiram uma facada em César. Depois, os bandidos fugiram pela estrada, e ainda não foram identificados. 

Com o barulho durante a ação criminosa, os filhos, três crianças e um adolescente de 16 anos, acordaram e ainda tentaram conter o sangramento. Eles usaram as mãos para estancar o sangue, mas César não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O Instituto Médico Legal (IML) fez a remoção do corpo para a realização do exame de necropsia. 

A ação suspeita

Uma circunstância que reforçou ainda mais a suspeita da família, de que a ex-companheira estaria envolvida no assassinato, foi que durante a madrugada desta quinta-feira (21), poucas horas após o crime, ela apareceu no sítio para buscar o filho dela, de 7 anos. 

"Até aquele momento, poucas pessoas estavam sabendo da morte do César. Ela apareceu sem que ninguém a avisasse e agiu como se já soubesse que aquilo iria acontecer. Ela saiu com o filho e deve estar em Manaus", diz um familiar que pediu anonimato.

A Polícia Civil deve investigar a autoria e motivação do crime.