Fonte: OpenWeather

    Tráfico de drogas


    Mulher é presa com 20 kg de drogas em embarcação que saiu de Coari

    A ação policial aconteceu no Porto da Manaus Moderna no Centro

     

     Com ela, foram encontrados 20 quilos de maconha do tipo skunk
    Com ela, foram encontrados 20 quilos de maconha do tipo skunk | Foto: Erlon Rodrigues / PC – AM

    Manaus - Na madrugada desta segunda-feira (15), as equipes do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) e da Delegacia Fluvial (Deflu), com o apoio da Receita Federal, deflagraram ação policial que culminou na prisão, em flagrante, de uma mulher identificada como Francirlane de Lima Chaves, 38 anos, por tráfico de drogas. Com ela, foram encontrados 20 quilos de maconha do tipo skunk.

    Sob o comando da delegada-geral, Emília Ferraz, a prisão da mulher foi coordenada pelo delegado Paulo Mavignier, diretor do departamento, e ocorreu assim que a infratora chegou a Manaus, em uma embarcação oriunda do município Coari (distante 363 quilômetros em linha reta da capital), que atracou no Porto da Manaus Moderna, situada no Centro.

    De acordo com o delegado Paulo, as equipes do Denarc e Deflu estavam em diligências de rotina pelo porto da cidade quando adentraram no barco e, durante revistas no lugar, encontraram o material entorpecente nos pertences da mulher.

    “Durante as averiguações nas bagagens da embarcação, as equipes policiais, com o apoio do cão farejador Odin, da Receita Federal, detectaram as substâncias ilícitas em uma das malas de propriedade de Francirlane”, explicou o diretor do departamento.

    Segundo Mavignier, diante da prova do tráfico de drogas, a mulher recebeu voz de prisão e foi encaminhada ao Denarc. Conforme as diligências em torno do fato, o material entorpecente seria entregue para um homem em Manaus. Desta forma, o delegado afirmou que as investigações sobre o caso seguem em andamento a fim de identificar o indivíduo que seria o responsável por receber a droga.

    Procedimentos – Francirlane foi autuada, em flagrante, por tráfico de drogas. Após os procedimentos no Denarc, ela será encaminhada para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde deverá passar por audiência de custódia a ser realizada por meio de videoconferência.

    Com informações da assessoria