Fonte: OpenWeather

    Morte


    Psicólogo é morto ao ajudar mulher agredida por namorado lutador

    O agressor é lutador de artes marciais e confessou à polícia, após ser preso, que cometeu o crime motivado por ciúmes

    A reportagem mostra como o psicólogo foi morto | Autor: SBT Notícias

    Após a chegada do psicólogo no local, o lutador passou a agredi-lo com socos, chutes e cotoveladas
    Após a chegada do psicólogo no local, o lutador passou a agredi-lo com socos, chutes e cotoveladas | Foto: Divulgação


    O psicólogo Jean Louis de Forton Busquet, de 58 anos, morreu após ser espancado por Greco Ruas de Medeiras Baptista, 25, que é lutador de artes marciais, no centro do Rio de Janeiro. De acordo com as investigações da Polícia Civil, a vítima foi agredida com socos e chutes ao tentar impedir que o agressor espancasse a namorada. 

    Segundo diligências, o acusado não aceitava que sua companheira deixasse a residência em que viviam. A mulher teria entrado em contato com o psicólogo, que era seu padrinho em um grupo de recuperação de dependentes químicos, pedindo ajuda. Em depoimento, Greco afirma que Jean e sua namorada já tinha se relacionado anteriormente.

    Após a chegada do psicólogo no local, o lutador passou a agredi-lo com socos, chutes e cotoveladas. Quando as equipes policiais chegaram na residência do casal, a vítima já havia morrido. Greco foi preso em flagrante e encaminhado à Delegacia de Homicídios (DHPP) na Barra da Tijuca.

    A mãe do lutador, Ana Lúcia de Lima Ruas, contesta algumas informações divulgadas pela Polícia. Ela alega que o filho não é lutador de artes marciais e que o jovem, na verdade, teria praticado apenas algumas aulas. Além disso, argumenta que Greco agiu em legitima defesa e que não possuía a intenção de matar o psicólogo.

    Na última segunda-feira (9), a Justiça converteu a prisão do lutador em preventiva. O agressor permanece preso na Cadeia Pública José Frederico Marques, no bairro de Benfica, na zona norte do Rio de Janeiro. 

    Veja a reportagem: 

    A reportagem mostra como o psicólogo foi morto | Autor: SBT Notícias