Agressões


Procurado: Polícia identifica homem que agrediu mulheres na zona Norte

O motorista do veículo em que ele estava também foi identificado e assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO)

| Autor:
 


Manaus - O homem que aparece em vídeos, que circulam em redes sociais, agredindo duas mulheres e uma transexual na noite de domingo (21), no momento em que estavam em uma fila na avenida Curaçao, no bairro, Nova Cidade, na Zona Norte de Manaus, já foi identificado pela Polícia Civil do Amazonas (PC-AM). No entanto, o órgão não repassou a identidade dele para a imprensa. 

De acordo com a delegada Deborah Souza, titular do 15° Distrito Integrado de Polícia (DIP), apesar de já identificado, o suspeito ainda não foi localizado. Entretanto, as vítimas já  compareceram na unidade policial para formalizar a ocorrência. 

O motorista do veículo que aparece no vídeo já foi identificado e compareceu ao prédio do 15° DIP, onde assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por omissão de socorro e foi liberado para responder em liberdade.

Ao longo do depoimento, elas relataram que foram agredidas com socos e empurrões por um homem que estava em um veículo modelo Gol, de cor preta.

Apesar da PC ainda não ter divulgado oficialmente o nome do suspeito, várias pessoas publicaram a foto do rapaz em redes sociais.  Dentre elas, o deputado federal Alberto Neto (Republicanos), que em uma publicação informou que o nome do suspeito das agressões é Lucas de Almeida Miranda, conhecido como "Gordinho" . Ele já teria sido preso pela Polícia Militar por tráfico de drogas. 

Publicação do Capitão Alberto Neto
Publicação do Capitão Alberto Neto | Foto: Divulgação


Em nota, a PC- AM destacou que, com base nas informações colhidas, um Inquérito Policial (IP) foi instaurado para averiguar as circunstâncias dos fatos pelos crimes de importunação sexual, injúria, difamação e lesão corporal.

As vítimas realizaram exame de corpo de delito e as equipes seguem em diligências para localizar o autor do crime.

| Autor: