Fonte: OpenWeather

    Mortes


    Dois homem agredidos morrem no Hospital João Lúcio

    As duas mortes aconteceram na última segunda-feira (23)

    Os óbitos aconteceram no HPS João Lúcio
    Os óbitos aconteceram no HPS João Lúcio | Foto: Divulgação

    Manaus - Duas remoções por agressões físicas foram registradas no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste de Manaus, na última segunda-feira (22). As duas vítimas, do sexo masculino, ainda chegaram a serem socorridas, mas morreram após dar entrada na unidade. 

    O primeiro caso aconteceu às 11h57, quando a mãe de João Sales Martins, que tinha 20 anos, compareceu ao prédio do 14° Distrito Integrado de Polícia (DIP), para comunicar a morte do jovem. Conforme ela, o crime aconteceu na madrugada de domingo (21), por volta das 4h, quando João foi agredido fisicamente por um homem conhecido como "Maik". O fato aconteceu na rua Melquias, no bairro Colônia Terra Nova, na Zona Norte de Manaus

    Inicialmente, João foi levado ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) no Conjunto Galiléia, na Zona Norte de Manaus, e depois transferido ao HPS João Lúcio, onde morreu às 9h. 

    Já o segundo caso, foi registrado no período da tarde, por volta das 17h45, quando um homem - até o momento não identificado, de cor branca, idade entre 35 e 40 anos, cabelo curto, calvo de cor preta e de altura entre 1,65 e 1,70, também morreu na unidade hospitalar em decorrência de agressão física. 

    Conforme informações do relatório do Ciops, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestou socorro à vítima, mas não informou o local do fato. Durante o período em que passou internado, o homem não foi identificado e ainda não há Boletim de Ocorrência sobre o caso.

    Os dois corpos foram removidos pelas equipes do Instituto Médico Legal (IML) e os casos serão investigados pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

    Leia Mais

    Mulher esfaqueia marido na coxa ao se defender de agressões, em Manaus

    Idoso é espancado ao negar vender cigarro de 50 centavos no Amazonas