Fonte: OpenWeather

    Manifestação


    'Ele é inocente', diz mãe de jovem sequestrado em Manaus

    Familiares do jovem fizeram uma manifestação, na noite de terça-feira (23), para chamar atenção para o caso e em busca de respostas

    São 48 horas sem respostas sobre a localização de Pedro Adley
    São 48 horas sem respostas sobre a localização de Pedro Adley | Foto: reprodução

    Manaus – Familiares e amigos do jovem Pedro Adley Ferreira Lima, de 17 anos, sequestrado, no último domingo (24), da casa onde morava, por volta das 11h, na rua Pará do bairro Distrito Industrial 2, Zona Leste de Manaus, fizeram um protesto na noite de terça-feira (23) para reivindicar respostas das investigações sobre o caso.

    Manifestantes atearam fogo em pneus e soltaram fogos de artifício. O ato aconteceu na Rua Magalhães, no mesmo bairro onde aconteceu o sequestro. 

    A mãe do jovem usou as redes sociais para pedir qualquer notícia sobre o paradeiro do jovem sequestrado. "Nos ajude a encontrar meu filho. Sou uma mãe que está desesperada e muito aflita sem nenhuma notícia. Confio em meu Deus e vai dar tudo certo. Nos ajudem, por favor. Ele é inocente", disse consternada. 

    Entenda o caso

    Pedro foi sequestrado após ir buscar a chave para uma tia que o considera como irmão. No momento, um carro de cor branca, com a placa QUW-4008, chegou ao local com quatro homens fortemente armados e encapuzados. 

    “Eles chegaram falando ‘perdeu’. Só levaram ele. Eu não pude salvá-lo, não consegui. Não sabemos se ele estava sofrendo ameaças. Não temos informações. Nossa família não está bem, não queremos que matem ele, soltem ele, por favor. Nossa família já está sofrendo”, disse a tia de Pedro, que estava muito emocionada.

    A mulher conta que tentou entrar no carro com os sequestradores, mas foi agredida e jogada para fora do veículo. 

    A família relatou que não tem conhecimento sobre Pedro estar devendo algo ou que teria sofrido ameaças antes do sequestro. No momento em que foi levado, Pedro estava vestido com uma camisa azul escura. 

    A Polícia Militar do Amazonas (PM-AM) foi acionada para conter a manifestação e informou que um jovem de 26 anos que participava do protesto foi abordado e encontrado com ele uma porção de entorpecente.  

    O caso continua sendo investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). 

    Leia mais: 

    Corpo desovado no Distrito Industrial 2 é encontrado, família de Pedro descarta ser ele 

    Jovem é sequestrado em casa por homens fortemente armados em Manaus 

    Suposta bomba é detonada na Delegacia de Homicídios, em Manaus