Assassinos


Presos suspeitos de homicídios em ramais da AM-10

Os assassinos foram presos pela equipe da Delegacia Especialista em Homicídios e Sequestros (DEHS)

Os suspeitos foram levados para a sede da DEHS
Os suspeitos foram levados para a sede da DEHS | Foto: Divulgação

Manaus - Ítalo Souza da Silva, de 22 anos, e Pedro Francisco da Silva, de 37 anos, foram presos nesta sexta-feira (3), em um ramal da rodovia estadual AM-010, durante ação dos policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). A dupla é suspeita de envolvimento em dois homicídios.

Conforme o delegado Paulo Martins, titular da DEHS, o primeiro crime aconteceu em janeiro deste ano no quilômetro 42 da AM-010 e teve como vítima um homem conhecido como "Maik".

Em depoimento, Ítalo contou que cometeu o crime acompanhado do irmão dele e que a motivação foi uma dívida decorrente de uma botija de gás.  

"Ítalo é autor confesso e relatou que nesse crime, 'Maik,' que estaria armado, acabou sendo desarmado por ele que pegou um pedaço de madeira e desferiu vários golpes contra a vítima. Já o segundo crime, acreditávamos, até então, pelo depoimento de testemunhas que Pedro estava com Ítalo, mas na delegacia ele está inocentando o suspeito e disse que estava com outra pessoa. Vamos continuar as investigações para averiguar a eventual participação de Pedro ou de uma terceira pessoa", explicou o delegado.

O titular da DEHS informou à imprensa que o segundo homicídio aconteceu no mês de junho deste ano e teve como vítima um traficante de um ramal no quilômetro 45, chamado Luan, conhecido como "Mano Perneta". 

"Ítalo revelou que Luan estava devendo uma quantia para o tráfico de drogas e ele foi cobrar a vítima. Durante essa cobrança, eles tiveram uma discussão e Ítalo confessou ter assassinado Luan", contou a autoridade. 

O delegado destacou, ainda, que Ítalo ainda tentou resistir a prisão.  "Ele já possuí dois homicídios confessos e é um indivíduo de alta periculosidade. Ao perceber que os nossos policiais estavam em maior quantidade não houve outra saída a não ser se entregar", disse

Procedimentos

Ítalo e Pedro foram conduzidos ao prédio da DEHS, na Zona Leste da cidade. Eles devem permanecer à disposição da justiça.

Leia mais: 

Pastor é preso acusado de estuprar filhas de fiéis em Manaus

Criminosos encurralam e executam homem em beco na Compensa

PM prende dois homens e 110 quilos de drogas no interior do AM