Fonte: OpenWeather

    Estupro


    Venezuelano preso por estupro em Manaus observava vizinha no banho

    Mulher relatou ao Em Tempo que suspeito fugiu depois de ser notado

    Vizinha relatou ao Em Tempo que já havia sido observada pelo homem enquanto tomava banho no quintal
    Vizinha relatou ao Em Tempo que já havia sido observada pelo homem enquanto tomava banho no quintal | Foto: Yasmin Feitosa

    Uma vizinha de Yaniel Alejandro Blanco, preso por suspeitade estupro nesta terça-feira (7) em Manaus, relatou ao Em Tempo que já havia sido observada pelo homem enquanto tomava banho no quintal da casa onde mora. De acordo com a mulher, o suspeito fugiu depois de ser notado.

    Após a prisão de Blanco, realizada na Rua 19 - bairro São José 2 -, a reportagem foi ao local e conversou com uma vizinha do suspeito. Segundo ela, o caso ocorreu depois que a mulher retornou de um enterro.

    “Minha avó faleceu de Covid-19. Nós chegamos do cemitério e fomos para o chuveiro no quintal (...) Eu fui a primeira a ir ao chuveiro. Alguma coisa me fez olhar para a janela e vi que tinha uma pessoa me olhando. Eu gritei pelo meu pai e o homem fugiu”, contou a vizinha, que preferiu não se identificar.

    Ainda segundo a mulher, o homem também já tentou espionar sua irmã e, inclusive, utilizou uma lanterna para iluminar a residência onde a moça estava. Ela afirmou que conhecia a adolescente abusada por Blanco na segunda-feira (6) e comentou que sentia “carinho” pela vítima.

    “Ela sempre conviveu conosco. É uma adolescente de muito respeito e caráter. Me chama de tia e temos muito carinho por ela”, finalizou.

    Entenda o caso

    Yaniel Alejandro Blanco, de 22 anos, foi preso após ser apontado como autor de um estupro, que teve como vítima uma adolescente de 16 anos. O caso ocorreu na noite desta segunda-feira (6), em uma rua do bairro São José 2, Zona Leste de Manaus. O exame de corpo de delito confirmou abuso. 

    Blanco, que é natural da Venezuela, recebeu a vítima na casa onde morava, situada na Rua 19. "Tanto a gente, quanto as vizinhas, o ajudavam. Ele [suspeito] não era amigo da família, mas era conhecido de rua e estava sempre pedindo (...) Ele disse pra ela que estava trabalhando em uma loja de telefones, e que daria um para ela. Ele então a atraiu lá [para o] apartamento dele", relatou o pai da adolescente. 

    A jovem contou à polícia que depois de entrar na residência, Blanco trancou a porta e a violentou. Antes de deixar o local, a vítima ainda foi ameaçada de morte. 

    Leia Mais

    Suspeito de oferecer celular à jovem e a estuprar é preso em Manaus

    Adolescente de 13 anos engravida de estuprador em comunidade no AM

    Pastor é preso acusado de estuprar filhas de fiéis em Manaus