Fonte: OpenWeather

    Operação


    5 são presos por revender carros clonados: 12 veículos são recuperados

    Na ação foram recuperados 12 veículos que apresentavam restrição e estavam adulterados.

    A quadrilha presa por roubo e clonagem de veículos
    A quadrilha presa por roubo e clonagem de veículos | Foto: Suyanne Lima


    Manaus - Cinco criminosos foram presos ao longo de quarta-feira (8), em bairros das Zonas Norte e Leste de capital, durante a operação ‘Covil de Hienas’, que desarticulou  uma organização criminosa especializada por encomendar roubos e  clonagem de veículos para serem revendidos em sites de compra e venda pela internet. Na ação foram recuperados 12 veículos que apresentavam restrição e estavam adulterados. 

    Os suspeitos foram identificado como Aquilis Alves Lira, 36, Aridelson de Oliveira Sobreira, 25,  conhecido como “Ari”, Junior Morais de Oliveira Filho, 25, Victor Gabriel Moura França, 22, e Yago Barbosa Braga, o "Berg". O delegado Cícero Túlio, informou que "Ari" e Victor encomendavam veículos para "Berg" - que possuía a função de determinar o roubo dos carros.

    A polícia apreendeu placas frias e materiais utilizados na clonagem
    A polícia apreendeu placas frias e materiais utilizados na clonagem | Foto: Suyanne Lima


    Após os delitos, esses carros eram levados para a oficina de Aquilis, onde ocorria a clonagem com a ajuda de Junior - que também conseguia gerar os documentos falsos dos automóveis.

    "As investigações começaram há duas semanas após uma das vítimas comparecer à Derfv relatando que havia comprado uma picape, modelo Fiat Toro, sem saber que era roubado. A vítima chegou a pagar o valor de R$ 65 mil, para Aridelson e Victor", explicou o titular da Derfv.

    As prisões ocorreram nos bairros Cidade Nova, na Zona Norte, e no bairro Coroado, na Zona Leste de Manaus. Com os suspeitos, a polícia apreendeu doze veículos, sendo seis carros e seis motocicletas, além de diversos pinos de remarcação e placas de veículos que já haviam sido roubados e clonados pelo grupo criminoso.

    Eles devem responder na justiça por roubo e adulteração veicular
    Eles devem responder na justiça por roubo e adulteração veicular | Foto: Suyanne Lima


    Cícero Túlio relatou que Aquilis já foi preso seis vezes pelos mesmo crime. Já Júnior possui passagens pela polícia por tráfico de drogas e roubo majorado. ‘Berg’, responde na Justiça por crimes de trânsito.

    Procedimentos 

    Aquilis, Aridelson, Júnior, Victor Gabriel e Yago foram indiciados por organização criminosa, receptação qualificada, uso de documento falso e adulteração de sinal identificador de veículo automotor. Após os procedimentos cabíveis na especializada, eles serão levados para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde deverão passar por audiência de custódia.