Fonte: OpenWeather

    Violência Doméstica


    ‘Chama minha mãe’, diz suspeito preso após agredir ex-mulher em Manaus

    Equipe de reportagem flagrou momento em que homem gritava e pedia para a ex-companheira chamar a mãe dele

    Suspeito foi conduzido, junto com a vítima e a testemunha, para a DECCM
    Suspeito foi conduzido, junto com a vítima e a testemunha, para a DECCM | Foto: Daniel Landazuri

    Manaus - Um homem, de 26 anos, foi preso na noite desta segunda-feira (18), por suspeita de agredir a ex-companheira, de 19 anos. O fato ocorreu na Rua Rosa Branca, bairro São José, Zona Leste de Manaus. Após a chegada na delegacia, a equipe do EM TEMPO flagrou, por diversas vezes, o suspeito gritar para a vítima: "chama minha mãe". 

    Conforme uma amiga da vítima - que pediu para ter o nome preservado - o suspeito chegou no quitinete onde a ex-mulher estava com o filho e tentou levar a criança à força.

    "Ele puxou o menino, mas ela o impediu, foi quando houve a briga entre eles. Policiais que estavam comprando um lanche viram a confusão e conseguiram detê-lo", disse a testemunha. 

    A ocorrência foi atendida pelo sargento Jares e o cabo Lívio Nascimento, da 9ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom). Eles evitaram que o suspeito fosse linchado.

    "Tinha muitas pessoas revoltadas, queriam até incendiar a moto dele e já estavam tentando agredir o suspeito. Se não estivéssemos por perto ele iria sofrer muito", explicou Jares. 

    O suspeito foi conduzido junto com a vítima e a testemunha para a Delegacia Especializada em Crimes Conta a Mulher (DECCM), no bairro Parque Dez, Zona Centro-Sul. 

    A equipe de reportagem do EM TEMPO flagrou na delegacia o momento em que homem gritava e pedia para a ex-companheira chamar a mãe dele. "Chama minha mãe", gritava o suspeito.

    Os policiais da 9ª Cicom explicaram que entraram em contato com a mãe do suspeito para que ela levasse o documento do suspeito para o registro do caso. 

    Histórico de Violência 

    Ainda conforme a amiga da vítima, o casal terminou o relacionamento devido os comportamentos violentos do suspeito. "Ele é obsessivo por ela, já a agrediu antes. Estão separados há cinco meses. Ela se mudou para o estado do Pará e voltou há uma semana aqui para Manaus. Veio trazer o filho para ele ver, mas ele queria levar a criança para atingi-lá", relatou. 

    O suspeito deve permanecer na carceragem da DECCM à disposição da Justiça. 

    Leia Mais

    Homem é preso após quase matar companheira no Santo Antônio

    Homem invade casa, agride e ameaça ex-namorada de morte em Manaus

    VÍDEO: usando faca, mulher ameaça e tortura amante do marido no AM