Furto de energia


Pastor é preso por furto de energia em igreja evangélica de Manaus

Após denúncias, a polícia prendeu o pastor de 44 anos responsável por uma igreja evangélica acusada de furto de energia elétrica.

| Foto: Divulgação/PC

 Manaus- Um pastor de uma igreja evangélica de 44 anos, foi preso em flagrante na manhã desta sexta-feira (7) pelo crime de furto de energia elétrica. A polícia chegou até o crime, após denúncias anônimas. No local, a polícia confirmou que o prédio da igreja não contava com medidor de consumo de energia, cujo abastecimento era fraudado. O caso aconteceu no bairro Chapada, zona Centro-sul de Manaus.

O templo evangélico, considerado de grande porte, de acordo os técnicos da concessionária Amazonas Energia (AE), foi vistoriado. Os policiais do 22° Distrito Integrado de Polícia (DIP) efetivaram a prisão do responsável, após as irregularidades serem constatadas.

A delegada Juliana Tuma falou sobre o caso. “Após tomarmos conhecimento do caso, nós nos deslocamos até a igreja onde, durante inspeção feita pelos técnicos da concessionária AE, foi confirmado que não havia o medidor, pois a ligação era feita de forma direta entre o posto com local do fato”, explicou a titular do DIP.

A delegada explicou ainda que o prejuízo estimado à concessionária pelo furto de energia elétrica por parte da igreja, é de cerca de R$ 170 mil.

O estabelecimento teve a energia cortada, e os cabos que realizavam o fornecimento de energia elétrica à igreja, foram apreendidos.

Flagrante 

O pastor foi conduzido à sede do 22° DIP e autuado em flagrante por furto de energia elétrica.

Ao término dos procedimentos cabíveis, será estipulado um valor de fiança e, caso seja efetuado, ele responderá pelo crime em liberdade.

Nota da Amazonas Energia

A Amazonas Energia participou, nesta sexta-feira (07), de uma operação policial com o 22º DIP, em uma Igreja localizada na Rua Pará, Bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro Sul de Manaus, onde constatou-se desvio trifásico de energia elétrica ligado direto da rede de baixa tensão à revelia da distribuidora e sem medidor no local. O valor do prejuízo estimado é de R$ 163.439,21.

Durante a abordagem, foram realizados os procedimentos técnicos, mediante a caracterização da irregularidade constatadas pela equipe da Amazonas Energia e Perito do Instituto de Criminalística. O responsável pelo estabelecimento foi preso em flagrante por furto de energia elétrica pelo delegado de polícia Thomaz Augusto Correa de Vasconcelos Dias. O imóvel ficou com o fornecimento de energia elétrica suspenso em razão da irregularidade encontrada, bem como pela carga instalada elevada que não permite atendimento em baixa tensão.

Orientamos que as denúncias de furto de energia podem ser realizadas por meio das centrais de atendimento da Empresa, pelo telefone 0800 701 3001, pelo aplicativo de celular “Amazonas Energia” disponível no Google Play e App Store, pelo canal de denúncias do site. 

Destacamos que o combate às perdas de energia só é possível com o envolvimento de toda a sociedade. O furto de energia e a fraude de medidores são tipificados como crime conforme o código penal brasileiro, artigos 155 e 171. Todos pagam a conta do furto de energia praticado em residências, comércios e indústria. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) inclui nos cálculos da tarifa de energia as perdas por irregularidades. Os efeitos das ligações clandestinas são danosos para todos os consumidores, provocando diversas ocorrências de interrupção de energia devido a esta prática ilegal.

Disque–denúncia 

Para denunciar delitos relacionados a furtos de energia elétrica, entre em contato com o disque-denúncia da Delegacia pelo número: (92) 99962-2437.

 Leia Mais:

AM tem 105 mil casos confirmados de Covid-19, sendo 88 mil recuperados

Lei Maria da Penha completa 14 anos com mais de 9 mil casos no AM

Incêndio destrói casa na Zona Oeste de Manaus; ninguém se feriu