Não Resistiu


Empresário morre após levar tiro no rosto em assalto na Zona Norte

Vítima estava internada no HPS João Lúcio desde a última sexta-feira (14)

Vítima estava internada no HPS João Lúcio desde a última sexta-feira (14)
Vítima estava internada no HPS João Lúcio desde a última sexta-feira (14) | Foto: Yasmin Feitosa

Manaus - O empresário Julio César Cunha dos Santos, de 44 anos, morreu na segunda-feira (17), após três dias internado no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste de Manaus. Ele havia sido baleado durante um assalto efetuado na última sexta-feira (14) em um lava-jato, na Avenida Timbiras, bairro Cidade Nova, na Zona Norte da capital. 

Conforme a Polícia Militar, o crime aconteceu na madrugada de sexta, quando um casal entrou no estabelecimento se passando por cliente. Os suspeitos pediram bebidas alcoólicas e, logo em seguida, anunciaram o assalto.

Uma quantia em dinheiro foi levada durante a ação criminosa. Na fuga, os assaltantes efetuaram um disparo de arma de fogo que atingiu o rosto da vítima na altura do queixo.

Mesmo após ser socorrido e passar alguns dias internado, o empresário não resistiu e faleceu. O corpo dele foi removido pela equipe do Instituto Médico Legal (IML) e o caso será investigado pela Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd).

Leia mais: 

Empresário é baleado no rosto durante assalto a lava jato em Manaus

Dupla morre após trocar tiros com a Rocam na Zona Leste de Manaus

Suspeito é preso transportando quase 20 kg de drogas para Manaus