Assalto


Golpe do tijolo leva dois homens para prisão em Iranduba

Os criminosos anunciam a venda do tijolo em sites de compras e entrega apenas a metade da quantidade adquirida pelos clientes

A cliente recebeu apenas a metade do tijolo comprado | Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da equipe de investigação do 16° Distrito Integrado de Polícia (DIP), sob coordenação da delegada Alynne Lima, titular da unidade policial, cumpriu, nesta quarta-feira (07), por volta das 11h, no município de Iranduba (distante 27 quilômetros em linha reta da capital), mandado de prisão em nome de Hudson Santos da Silva, 27, pelo crime de estelionato. A prisão ocorreu em um posto de gasolina, na Rodovia Manoel Urbano, naquele município. Também nesta quarta foi preso Christian Almeida da Silva, 28, investigado no caso.

De acordo com a delegada Alynne Lima, a investigação teve início após um Boletim de Ocorrência (BO) registrado no dia 22 de setembro de 2020, onde consta que a vítima comprou quatro milheiros de tijolos e, no momento da entrega, foram descarregados apenas a metade da compra. O anúncio da venda era feito em um site, e o golpe acontecia no momento da entrega.

“Começamos a investigar e chegamos ao nome de dois autores: Christian e Hudson, sendo que este último já tinha um mandado de prisão em aberto expedido em 11 de dezembro de 2018, pelo juiz da 10ª Vara Criminal, relatando essa mesma situação”, explicou a titular.

Procedimentos

Após a prisão, os indivíduos foram levados ao DIP para interrogatório para prestar esclarecimentos. Christian foi ouvido e liberado, pois não possuía mandado de prisão, mas segue sendo investigado pela guarnição. Hudson foi autuado pelos crimes de estelionato, associação criminosa e falsidade ideológica e foi encaminhado ao Centro de Repressão e Treinamento (CRT) onde permanece à disposição da Justiça.

*Com informações da assessoria