Fonte: OpenWeather

    Homicídio


    Homem é detido suspeito de matar esposa a facadas em Manaus

    O marido da vítima negou seu envolvimento e apontou uma terceira pessoa como autor do crime, mas acabou sendo conduzido até a delegacia

    A vítima foi encontrada no quitinete onde morava com o marido
    A vítima foi encontrada no quitinete onde morava com o marido | Foto: Divulgação

    Manaus - A venezuelana Franyerlis Pastora Escobar Almão, de 25 anos, foi morta a facadas na manhã deste domingo (1), na rua Juruti, no bairro Alvorada, na Zona Centro-Oeste de Manaus. O marido da vítima, identificado como Rodrigo Alfonzo Mendoza Orta, 39 anos, é o principal suspeito e possível autor do crime, segundo a polícia. 

    De acordo com informações dos policiais militares da 10° Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que atenderam a ocorrência. Por volta das 5h, moradores ouviram gritos e foram até o quitinete onde o casal morava e encontraram o corpo da vítima. 

    O marido de Franyerlis, foi detido no cena do crime, mas negou seu envolvimento na morte da esposa. Aos policiais, Rodrigo contou que um homem teria entrado no quitinete e deferido as facadas contra a vítima. 

    Segundo moradores, foi possível ouvir os gritos da vítima durante o ataque
    Segundo moradores, foi possível ouvir os gritos da vítima durante o ataque | Foto: Divulgação

    O caso foi apresentado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), onde foram adotados os procedimentos cabíveis.  O corpo da vítima foi removido pela equipe do Instituto Médico Legal (IML) e as circunstâncias do possível feminicídio serão apuradas pela Polícia Civil.

    Feminicídio no AM

    De acordo com dados divulgados pela a Secretaria de Segurança Pública (SSP/AM), 12.984 mulheres foram vítimas de violência doméstica de janeiro a julho deste ano. Já o número de casos de mulheres que sofreram lesão corporal no mesmo período, chegou a 1.697. Em relação a esse mesmo período de 2019, o número foi menor e aponta 1.258 vítimas. No total de 2019, 2.492 mulheres foram agredidas fisicamente.

    Para para prevenir e coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher foi criada a Lei Maria da Penha, sancionada em 7 de agosto de 2006, a legislação penaliza crimes que atentem contra a vida de mulheres brasileiras. Em Manaus e no interior, as denúncias podem ser feitas por telefone pelo número 180, a Central de Atendimento à Mulher. Quem mora em Manaus pode ir às DECCM e fazer o registro de forma presencial. Atualmente são três sedes, situadas na zona Norte/Leste, Sul e Centro-Sul.

    Leia mais:

    Homens são presos suspeitos de assaltar empresa no Distrito Industrial

    Homem é esfaqueado no Santa Etelvina

    Com ameaças, homens armados assaltam ônibus na avenida Autaz Mirim