Fonte: OpenWeather

    Homicídio culposo


    Flanelinha morre após ser esmagado por ônibus da linha 500 no Centro

    A vítima tentava entrar no transporte coletivo quando foi atropelada

    Segundo testemunhas, o homem era flanelinha na região do Centro
    Segundo testemunhas, o homem era flanelinha na região do Centro | Foto: Tarcísio Heden

    Manaus – Um homem identificado como Claudinei Sarmento Pimentel, de 46 anos, morreu na noite da última sexta-feira (11), na avenida Epaminondas, Centro de Manaus, Zona Sul, após ser atropelado por um ônibus que trafegava na região.

    Segundo testemunhas, o homem trabalhava como flanelinha na região do Centro. O acidente ocorreu quando a vítima tentou passar em frente ao ônibus da linha 500 para entrar no coletivo, no entanto o motorista do transporte coletivo não parou o veículo e o atropelou. 

    ''Ele era muito conhecido na região, toda noite estava aqui. O Claudinei estava tentando pegar um ônibus quando essa fatalidade aconteceu. Ele sinalizou para o motorista, e atravessou a rua achando que o coletivo ia parar para ele entrar, mas o motorista não parou'', relatou uma testemunha que optou por não ter a identidade revelada. 

    Vítima morreu no local
    Vítima morreu no local | Foto: Tarcísio Heden

    Ainda segundo testemunhas, outros passageiros gritaram para tentar avisar o motorista sobre a situação, mas o coletivo seguiu em frente, e atropelou o flanelinha.

    O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado, mas Claudinei não resistiu aos ferimentos, e morreu no local. A equipe do Instituto Médico Legal (IML) realizou a remoção do corpo.

    De acordo com a 24° Companhia Interativa Comunitária, o motorista do ônibus foi conduzido para o 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde passará por todos procedimentos cabíveis e deve responder por homicídio culposo no trânsito.

    Leia mais:

    Acidente de trânsito deixa dois feridos na avenida Tefé

    Abatedouros clandestinos de aves são interditados em Manacapuru

    Intervenções de paisagismo dão vida ao complexo viário do Manoa