Fonte: OpenWeather

    Policia


    Base Arpão apreende balsa com 22,2 mil botijas de gás no Amazonas

    A carga estava em uma embarcação e balsa tanque, oriunda de Manaus, e tinha como destino o município de Tefé

     

    Equipes da Base Fluvial Arpão realizaram, na última quarta-feira (10/02), a apreensão de 22,2 mil unidades de botijões de gás GLP, que trafegavam sem licença.
    Equipes da Base Fluvial Arpão realizaram, na última quarta-feira (10/02), a apreensão de 22,2 mil unidades de botijões de gás GLP, que trafegavam sem licença. | Foto: Divulgação/SSP-AM

    Manaus (AM) - Equipes da Base Fluvial Arpão, coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), durante patrulhamento no rio Solimões realizaram, na última quarta-feira (10/02), a apreensão de 22,2 mil unidades de botijões de gás GLP, que trafegavam sem licença.

    De acordo com a assessoria, a carga estava em uma embarcação e balsa tanque, oriunda de Manaus, e tinha como destino o município de Tefé. Na ocasião, um homem de 43 anos foi detido.

    Por volta das 17h, os policiais abordaram a embarcação transportando a substância tóxica e perigosa, sem as exigências estabelecidas em leis do Órgão Ambiental Regulador para transporte, o que poderia ocasionar acidentes graves, como explosões.

     

    A carga foi exibida para a autoridade policial
    A carga foi exibida para a autoridade policial | Foto: Divulgação/SSP-AM

    A carga foi exibida para a autoridade policial, e o responsável pelo transporte foi conduzido à 10ª Delegacia do município de Coari (a 363 quilômetros da capital).

    O prejuízo ao crime está estimado em R$ 1,5 milhão.

    A Base Arpão foi criada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) e atua de forma integrada com efetivos das Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Federal, Força Nacional, Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça e Segurança Pública e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

    A Operação “Hórus” é um dos eixos do Programa Nacional de Segurança de Fronteiras e Divisas (Vigia), do Ministério da Justiça.

    As denúncias podem ser feitas através do 181, o disque-denúncia da SSP-AM. O serviço é gratuito e funciona 24 horas por dia em todo o estado.

     

    Transportar, armazenar substância tóxica, perigosa ou que causam danos à saúde humana ou ao meio ambiente, sem licença ou exigências estabelecidas em leis, é crime e pode ser denunciado ao 181, o disque-denúncia da SSP-AM.
    Transportar, armazenar substância tóxica, perigosa ou que causam danos à saúde humana ou ao meio ambiente, sem licença ou exigências estabelecidas em leis, é crime e pode ser denunciado ao 181, o disque-denúncia da SSP-AM. | Foto: Divulgação/SSP-AM

    Denúncias

    Transportar, armazenar substância tóxica, perigosa ou que causam danos à saúde humana ou ao meio ambiente, sem licença ou exigências estabelecidas em leis, é crime e pode ser denunciado ao 181, o disque-denúncia da SSP-AM.

    *Em Tempo, com informações da assessoria

    Leia mais:

    Traficantes do AM apostam na ‘cocaína preta’ para driblar fiscalização

    Com drogas, dupla tenta subornar PMs com R$ 50 e acaba presa em Manaus

    Jovem leva tiro na mão durante jogo de futebol clandestino em Manaus