Fonte: OpenWeather

    Feminicídio


    Mulher é morta a facadas e tem corpo queimado pelo marido em Manaus

    A perícia detectou 11 perfurações causadas por arma branca em todo o corpo da vítima. Suspeito fugiu

     

    Corpo de Verônica foi encaminhado ao IML
    Corpo de Verônica foi encaminhado ao IML | Foto: Divulgação

    MANAUS - 11 facadas, queimada e escondida debaixo da cama. Foi assim que a doméstica Verônica Sena dos Santos, de 37 anos, perdeu a vida, na noite de sábado (1º), no beco José Antunes, Morro da Liberdade, Zona Sul de Manaus. Ela não foi assassinada por ladrões ou estupradores, mas pelo próprio marido que cometeu o crime brutal dentro do imóvel onde o casal morava.

    Vizinhos informaram às autoridades que Verônica e o marido, identificado até o momento apenas como "Wilson", residiam no local há meses. No entanto, ultimamente, a relação do casal estava sendo marcada por desentendimentos.

    Na tarde deste sábado, os moradores da área voltaram a ouvir mais uma briga, entretanto, após alguns instantes, a voz de Verônica se calou, e pouco tempo depois, uma nuvem de fumaça começou a surgir sobre a casa. Era o corpo da doméstica que estava sendo queimado.

     

    Suspeito por pouco não foi linchado
    Suspeito por pouco não foi linchado | Foto: Divulgação

    De acordo com a polícia, os populares foram até a residência do casal para verificar o que havia acontecido e encontraram o corpo da vítima com marcas de queimadura. Revoltados, alguns vizinhos tentaram linchar o suspeito de ter cometido o feminicido, mas ele fugiu e segue sendo procurado pelas autoridades.

    A perícia detectou 11 perfurações causadas por arma branca em todo o corpo da mulher. O cadáver dela foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), e o caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

    Veja como ficou o local do crime 



    No mês passado, PM tentou matar ex-mulher na frente dos filhos

    Um cabo da Policial Militar, identificado como Luiz Kleiton do Nascimento, foi preso após tentar matar a tiros a ex-companheira, uma mulher de 34 anos, no dia 13 de abril. A tentativa de feminicídio ocorreu em um apartamento do residencial Viver Melhor II, na Zona Norte de Manaus, na frente dos filhos do ex-casal.

    Leia mais

    Advogado que agrediu ex-namorada é suspenso pela OAB-AM

    Cantora sertaneja é assassinada pelo namorado em Minas Gerais

    Cabo da PM suspeito de atirar em mulher em Manaus é afastado do cargo