Fonte: OpenWeather

    Atropelamento


    Após festa clandestina, quatro pessoas são atropeladas em Humaitá

    Entre as vítimas, estão dois policiais que foram até o local para encerrar a festa

     

    Ailton, Sandro, Biatriz e Vitória perderam a vida no atropelamento
    Ailton, Sandro, Biatriz e Vitória perderam a vida no atropelamento | Foto: Reprodução

    Amazonas- Após as mortes por atropelamento aumentarem 60% no Amazonas nos quatro primeiros meses de 2021, mais caso deixa vítimas fatais aconteceu na madrugada deste domingo (18).

    Quatro pessoas morreram atropeladas por uma picape Montada, conduzida pelo suspeito Marcos de Lima Couto, em uma estrada em Humaitá, no interior do Amazonas, na saída de uma festa clandestina.

    Entre as vítimas, estavam dois policiais militares, Sandro Ferreira Dantas, 36 e Aílton Neves Magalhães, 29. Além deles, duas jovens identificadas apenas como Vitória e Biatriz, também morreram.

    Segundo testemunhas do acidente, os dois policiais estavam à paisana e participavam da festa. Ás 2h30 da madrugada, homens que estavam no local começaram a fazer disparos de tiros para cima. Assim, os policiais militares pediram para que as pessoas fossem embora e encerraram a festa clandestina.

      Os dois suspeitos aguardaram a saída dos policiais e os atropelaram. Outras duas jovens morreram no local e mais pessoas ficaram feridas.  

    Logo após o atropelamento, os suspeitos ainda capotaram com o carro e sofreram um acidente. Eles foram encaminhados para um hospital de Humaitá. O estado de saúde dos acusados não foi informado.  A Policia Civil acredita que Marcos, o autor do crime, estava possivelmente embriagado no momento do acidente.

    A redação do Em Tempo solicitou nota da Polícia Militar do Amazonas e aguarda o retorno para complemento da matéria. 

    Atropelamentos aumentam em 2021

    O caso de atropelamento em Humaitá é mais um que entrará  para as estatísticas de que a cada três dias, uma pessoa perdeu a vida após atropelamento no trânsito do Amazonas.  

      De janeiro a abril, o estado registrou 37 vítimas fatais desse tipo de acidente, um crescimento de 60,8% na comparação com as 23 do ano passado, conforme dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).  

    A maioria dos casos confirmados ocorreu na capital, um total de 30 mortes após atropelamento. No interior, foram sete mortes com essa motivação. 

    Leia mais:

    Idoso morre após ser arrastado por carro em Manaus

    Veja o momento em que crianças são atropeladas no Santa Etelvina

    'Zé do Caixão', servidor do SOS Funeral, morre atropelado em Manaus