Fonte: OpenWeather

    Homicídio


    Assassinada a tiros no AM já havia sido presa e usava identidade falsa

    A mulher foi morta em Rio Preto da Eva, após criminosos invadirem a sua casa e dispararem diversos tiros contra ela

     

    A mulher já tinha sido presa, pelo menos, 11 vezes
    A mulher já tinha sido presa, pelo menos, 11 vezes | Foto: Reprodução

    MANAUS (AM) - Na madrugada deste domingo (26), Elizângela Freitas dos Santos, 33 anos, foi vítima de criminosos armados, que invadiram um sítio localizado no ramal do Baixo Rio, no município de Rio Preto da Eva (a 78 quilômetros  de Manaus).

    De acordo com informações preliminares, a vítima estava em sua residência, quando foi surpreendida pelos suspeitos, que fizeram sua família de refém, e efetuaram diversos disparos de arma de fogo contra ela. A mulher não resistiu aos ferimentos e morreu na hora.

    Nas redes sociais,  circulava a informação de que a mulher que tinha morrido era "Diane Carla Franco Nicacio". No entanto, o Instituto Médico Legal (IML) confirmou que o nome dela era Elizângela Freitas dos Santos. É possível que a mulher estivesse usando uma identidade falsa. 

    Elizângela Freitas dos Santos já havia sido presa, no mínimo, 11 vezes pela prática de furtos. A última prisão divulgada foi em 2016 e o motivo foi o envolvimento em furtos em casas na capital, conforme consta no site da Polícia Civil do Amazonas. 

    É possível que a mulher tenha sido morta pelos crimes que cometeu. No entanto, ainda não há a confirmação da motivação do crime. 

    A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) irá investigar o homicídio. 

    A reportagem do EM TEMPO entrou em contato com a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) para saber se Elizângela estava usando uma identidade falsa com o nome de "Diane Carla Franco Nicácio", no entanto, até o fechamento da matéria, não houve retorno. 

    Leia mais: 

    Crime brutal: grávida é jogada de carro e morta com 12 tiros na cabeça

    Dor e revolta marcam velório de mulher assassinada pelo marido no AM

    Jovem é assassinada a tiros dentro de loja no Cidade de Deus