Fonte: OpenWeather

    Homicídio


    Flanelinha é morto a tiros na rua do "Fuxico" em Manaus

    O pai da vítima esteve no local, reconheceu o filho e afirmou que ele era usuário de drogas

     

    O pai de Emanoel, o sapateiro Benedito dos Santos Pinheiro, afirmou que o filho era usuário de entorpecentes e possivelmente morreu por conta do tráfico de drogas
    O pai de Emanoel, o sapateiro Benedito dos Santos Pinheiro, afirmou que o filho era usuário de entorpecentes e possivelmente morreu por conta do tráfico de drogas | Foto: Suyanne Lima

    MANAUS (AM)- O flanelinha Emanoel dos Santos Frazão Pinheiro, de 39 anos, foi morto a tiros na noite desta segunda-feira (11). 

    O crime aconteceu na avenida Brigadeiro Hilário Gurjão, popularmente conhecida como rua do "Fuxico", no Jorge Teixeira, zona Leste de Manaus. O pai da vítima esteve no local e reconheceu o filho.

    De acordo com testemunhas, a vítima que estava reparando carros na área, foi surpreendido por vários disparos de arma de fogo. A maior parte deles atingiu a região da cabeça e matou na hora o flanelinha. 

    O pai de Emanoel, o sapateiro Benedito dos Santos Pinheiro, afirmou que o filho era usuário de entorpecentes e possivelmente morreu por conta do tráfico de drogas. Ele ainda relata que alertou o filho sobre os riscos do uso de drogas e mesmo assim, ele não escutou.

    "

    Eu avisei ele de manhã e falei ‘olha meu filho, vê se você faz todo o esforço e vê se você deixa de usar drogas. Os seus irmãos deixaram e estão todos bem de vida e você está desse jeito. Levava as coisas de casa, carregava tudo e agora estava reparando carro. Para mim ele deve ter pegado uma droga dos caras por aí e fizeram isso com ele "

    Benedito dos Santos, pai da vítima

     

    Sobre ver o filho morto no meio da rua, o sapateiro afirma que é difícil. "É difícil ver meu filho assim, mas quem procura acha. A gente avisou. Ninguém quer escutar conselho de pai. A matança está grande e acontece isso.", afirma o pai. 

    A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) irá investigar o crime e o Instituto Médico Legal (IML) removeu o corpo. 

    Briga no Fuxico

    Esta não é a primeira vez que homicídios acontecem na rua do Fuxico. Em maio do ano passado, uma briga terminou com um morto. Cleuson Ferreira do Nascimento, de 34 anos, morreu após ser esfaqueado ao se envolver em uma briga com outro homem, que fugiu sem ser identificado.

    A briga, conforme a polícia, começou por volta das 7h. Cleuson foi atingido no peito e no pescoço. Ele ficou jogado e agonizando no local.

    Leia mais: 

    Suspeito de assalto é linchado pela população na Zona Norte

    Em Manaus, homem é morto após discussão com 'amigo de infância'

    Detento do regime semiaberto é torturado e executado na Compensa

    Comentários