Assassinato


Idosa de 83 anos foi agredida e amarrada antes de ser morta em Manaus

Um homem e uma adolescente pularam o muro da casa e fugiram levando R$ 500 do comércio da vítima

Dupla foi apresentada na sede da Derfd | Foto: Janailton Falcão

Manaus - Eliomar da Silva Fonseca, de 21 anos, conhecido como “Leleco”, e uma adolescente de 16 anos foram apresentados na manhã desta quinta-feira (11), na sede da Delegacia Especializada em Roubo Furtos e Defraudações (Derfd), bairro Alvorada, Zona Centro-Oeste de Manaus. Eles foram capturados na tarde de quarta (10) por envolvimento no latrocínio da idosa Lely Braga de Almeida, de 83 anos, ocorrido no dia 22 de dezembro de 2017, na rua São Miguel de Tucumã, bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte. 

De acordo com o delegado titular da Deferd, Adriano Felix, a adolescente era vizinha da idosa e Eliomar também morava no mesmo bairro. Os dois planejaram o crime, pularam o muro da casa da vítima,  e usaram máscaras para não serem reconhecidos. Na ocasião, agrediram a idosa e roubaram R$ 500. 

"Foi um crime bárbaro e conseguimos chegar até eles após receber uma denúncia anônima. Os dois executaram tudo com muita frieza. Quando a vítima foi para o quintal, a adolescente agarrou, deu socos e enforcou ela. Eliomar amarrou a vítima e depois pegou o dinheiro que estava no comércio", informou o delegado. 

Leia também: Mulher é torturada por dez homens no dia do aniversario em Manaus

Eliomar disse estar arrependido do crime
Eliomar disse estar arrependido do crime | Foto: Janailton Falcão

Segundo a polícia, a dupla é usuária de drogas. Em entrevista à imprensa, "Leleco" contou que o crime foi planejado, mas a intenção era apenas roubar a vítima. Ele diz que ela foi morta devido a uma queda de altura.

"Não queríamos matá-la, mas ela caiu. Depois pegamos o dinheiro e gastamos comprando roupas. Estou arrependido e peço perdão da família", disse Eliomar. 

Os familiares estiveram na delegacia e pediram por Justiça. Uma neta da vítima informou que a idosa costumava ajudar a família da adolescente. 

Familiares da vítima acreditam que a Justiça começou a ser feita
Familiares da vítima acreditam que a Justiça começou a ser feita | Foto: Janailton Falcão

"Minha vó tinha uma mercearia e ajudava os pais dessa moça. Eles se aproveitaram que nesse período minha avó estava morando sozinha e fizeram essa crueldade. Mas a Justiça está começando a ser feita, pois a prisão deles foi o primeiro passo. Vamos adotar outras medidas, para que principalmente a menor não seja liberada, pois ela é uma ameaça para a família", disse a neta. 

Eliomar foi indiciado por latrocínio. Ele foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde ficará a disposição da Justiça. Já a adolescente foi levada para a Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), onde irá responder por ato infracional análogo ao crime de latrocínio.  

Edição: Isac Sharlon

Leia mais

Casal é capturado por tentativa de roubo na Cidade de Deus

Polícia cumpre 20 mandados de busca, apreensão e prisão em Manaus

Polícia encontra estacionamento de carros roubados em Manaus