Fonte: OpenWeather

    Notas da Contexto


    Na reta final, Amazonino atira pedras em todas as direções

    Confira as Notas da Contexto da edição desta quinta-feira do Jornal Em Tempo

    | Foto: Lion

    O empresário Otávio Raman, presidente do Grupo Raman de Comunicação – Jornal EM TEMPO,  Portal EM TEMPO, Tv EM TEMPO e Rádio Nativa –, teve acesso a um vídeo onde o governador Amazonino Mendes (PDT), candidato à reeleição, atira pedras em todas as direções, inclusive contra a sua pessoa, “como se todos aqueles que decidem enfrentá-lo nunca tivessem trabalhado para construir o patrimônio que possuem”.

    Otávio disse que só decidiu responder às agressões de Amazonino, porque ele, em determinado momento de sua fala, em uma reunião “ fechada” com prefeitos do interior, agrediu sua família.

    — Isso prova o desespero do governador, que não tem a dignidade de saber perder uma eleição. Apesar da idade e de ter ficado no poder por longos 30 anos, não aprendeu que, no jogo democrático, existem vencedores e vencidos – disse Otávio.

    Alto lá, quem saiu fui eu!

    Amazonino disse, ainda, que afastou Otávio e outros empresários de seu grupo político.

    De acordo com Raman, essa é outra falácia do candidato.

    — Quem decidiu sair do grupo político do Amazonino fui eu, por não concordar com as práticas ilícitas dele fazer política -.

    Estudar nos EUA é crime?

    O governador meteu a família do empresário no ataque, ao dizer que seus familiares moram nos Estados Unidos.

    — As minhas últimas idas aos Estados Unidos são bem justificáveis. Com muito esforço e a ajuda de Deus, posso dar uma boa educação às minhas duas filhas que estudam em Yale, faculdade renomada nos Estados Unidos –, explicou.

    Cara de poste

    Otávio disse que, em toda a sua existência, convivendo de perto de com líderes políticos, já viu alguns crescerem, outros saírem do poder dignamente e, inclusive, alguns se acabarem na soberba.

    X

    — Mas nunca vi nenhum com a cara de poste do Amazonino. Parece até que a plateia que ali estava não o conhece! – disparou o empresário.

    Arrogância do “já ganhou”

    Na reunião com os prefeitos, Amazonino, de forma arrogante, bateu várias vezes no peito e disse:

    — Eu já ganhei a eleição. Eu já desci aqui de faixa. Sei o que estou dizendo. Eu já ganhei a eleição!

    Segredo de campanha

    Em outro trecho, o governador diz que não revelaria a estratégia para ganhar a eleição, “porque isso é segredo de campanha”.

    — Os outros detalhes da eleição ninguém pode externar, porque são segredos de campanha. Eu não posso falar.

    Fala com o Chicão

    E se virando para o empresário Francisco Garcia (pai da vice, Rebecca), que estava sentado ao lado, prestando a maior atenção, completou:

    — Mas falem aqui com o Chicao. O Chicão é que vai segurar as pontas e continuar conversando com vocês!

    Resposta nas urnas

    Otávio Raman observa que isso é típico de quem está inseguro e teme o que vem pela frente.

    — A verdadeira resposta vai ser dada pelo povo do Amazonas, dia 28 de outubro, nas urnas. E aí é até nunca mais, Amazonino!

    Hora de bater asas

    Antes de dizer tchau – ou até mais –, para a Câmara Federal, o deputado Arthur Bisneto (PSDB) resolveu chutar o pau da barraca e cortar na carne.

    Disse, em pronunciamento da tribuna, que seu partido foi um dos grandes derrotados das eleições deste ano.

    X

    — É um derrotado, porque ele se perdeu no meio de uma história construída na base sólida da honestidade, de nomes de pessoas cultas, de pessoas preparadas, de pessoas que ajudam a construir economicamente este país. De pessoas que resolveram problemas deste país na área social, que foram unificados depois –, afirmou.

    Caiu na vala

    Bisneto, que não retorna na próxima legislatura, já que foi derrotado como vice na chapa de Omar Aziz (PSD), disse que uma das razões pelas quais o partido teve um resultado ruim nas urnas foi a dificuldade em tratar questões éticas e suas disputas internas.

    X

    — Os resultados das eleições deste ano não foram favoráveis ao PSDB. Pela primeira vez, desde 2002, a legenda está fora do segundo turno das eleições presidenciais –, lamentou o tucano baré.

    Ouça um bom conselho

    Antes de encerrar, Bisneto arriscou um conselho, se é que os poderosos caciques tucanos aceitam conselhos de jovens tucanos.

    — Esse é um momento para o PSDB repensar, mudar e voltar a ser uma sigla que passe confiança à população brasileira.

    Tucanos na bolha

    Para ele, o partido, nos últimos anos, meio que deixou de lado essa tranquilidade que a população brasileira tinha em olhar para os seus quadros e ver ali pessoas, reservas éticas, garantias que o PSDB demonstrava para a população brasileira.

    X

    — O PSDB, em si, entrou numa bolha e se transformou em algo que ele combateu a vida inteira, que foi o desprendimento, o PSDB se transformou num partido pequeno que caiu no jogo da Presidência da República, um partido que se apequenou no trabalho –, detonou.

    Interesses

    A Eletrobras Amazonas Energia serve aos interesses de grupos políticos e corporativos.

    A bomba foi disparada da tribuna da Assembleia Legislativa pelo deputado Serafim Corrêa (PSB)

    X

    — Ela passou pelos caciques do antigo PFL, depois para os caciques do MDB e a gestão ali não é voltada para o interesse público, é voltada para tudo menos para isso.

    Bom senso

    Sarafa considerou acertada a decisão do Senado Federal de rejeitar, na terça-feira (16), por 34 votos a 18, o projeto do governo federal referente à venda de seis distribuidoras da Eletrobras, entre elas a Amazonas Energia.

    Você gosta das Notas da Contexto? Então leia mais:

    Arthur pode voar do ninho tucano

    Violência em Manaus: o perigo mora ao lado

    E durante período eleitoral, isso pode?