Fonte: OpenWeather

    Ministro da Justiça


    Após massacres em presídios, Moro sinaliza apoio para combater facções

    O ministro afirmou que a vinda a Manaus foi motivada pela situação crítica que o Amazonas se encontra em relação à guerra entre facções criminosas

    Manaus - Na manhã desta segunda-feira (10), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, se reuniu com o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), durante a abertura da reunião ordinária do Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Justiça, Cidadania, Direitos Humanos e Administração Penitenciária do Brasil (Consej), realizada pela primeira vez na capital amazonense.

    Na ocasião, Sérgio Moro se prontificou a continuar prestando ajuda necessária ao Amazonas
    Na ocasião, Sérgio Moro se prontificou a continuar prestando ajuda necessária ao Amazonas | Foto: Marcely Gomes

    Na ocasião, Sérgio Moro se prontificou a continuar prestando a ajuda necessária ao Estado. “Quero dizer ao governador e ao povo do Amazonas que o Governo Federal pretende ser um parceiro, no que puder ajudar". Ele aproveitou a ocasião para destacar a ajuda enviada ao Estado. "Um dos exemplos disso é o envio da Força Tarefa”, frisou o ministro, acrescentando que o Governo Federal vai tomar as providências em relação à redução da criminalidade no Amazonas e agir de acordo com as atribuições.

    Moro afirmou que a vinda a Manaus foi motivada pela situação crítica que o Amazonas se encontra em relação à guerra entre facções criminosas e o massacre nas unidades prisionais do Estado, nos dias 26 e 27 de maio deste ano, que resultou na morte de 55 presos.

    O governador Wilson Lima solicitou a cooperação do Governo Federal na busca por soluções em questões mais urgentes
    O governador Wilson Lima solicitou a cooperação do Governo Federal na busca por soluções em questões mais urgentes | Foto: Marcely Gomes

    O governador Wilson Lima solicitou a cooperação do Governo Federal na busca por soluções em questões mais urgentes na região de fronteira, que abrange o combate ao narcotráfico.

    “Nós temos gente qualificada para fazer o que tem que ser feito. Aqui a gente quer o compromisso do Governo Federal, que olhe de maneira diferenciada o Estado do Amazonas. É preciso que entendam a nossa singularidade”, concluiu o governador.

    Edição: Isac Sharlon

    Leia Mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Após vazamento de conversas, Moro dribla a imprensa em Manaus

    Mensagens provam ação combinada de Moro para condenar Lula, diz defesa