Fonte: OpenWeather

    Eleições 2020


    Após sair da Suframa, Menezes lança pré-candidatura à prefeitura

    Coronel Alfredo Menezes (Patriota) oficializou nesta quarta-feira (17), a sua pré-candidatura a prefeito de Manaus

    | Foto: Gabriel Abreu

    Manaus - O coronel Alfredo Menezes (Patriota) oficializou nesta quarta-feira (17), a sua pré-candidatura a prefeito de Manaus, em evento no Hotel Da Vinci, onde apresentou documentação que, segundo ele, comprova sua filiação ao Patriotas em tempo hábil, o que lhe permite se candidatar.

    Uma plateia de apoiadores esteve presente no evento, que contou ainda com a participação de do presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Joelson Silva, o presidente do partido, deputado Felipe Souza e da sua filha Débora Menezes.

    Questionado sobre a exoneração do cargo de superintendente da Suframa, Menezes disse que conversou com Bolsonaro em viagem à Brasília. “Visitei o presidente Bolsonaro e informei que tinha interesse em disputar a prefeitura de Manaus. Quinze dias antes de deixar a pasta, comuniquei à todos o meu posicionamento”, comentou.

    Rejeitado pela bancada federal, que segundo os bastidores, foi a responsável pela sua exoneração, o coronel aproveitou a oportunidade para alfinetar os parlamentar amazonense. “Peço que revejam as administrações anteriores e que consultem as empresas do polo para que avaliem minha gestão em relação às demais. Possuo uma boa relação com o governador. Além disso, nós trabalhamos intrinsecamente ligados com o governo estadual e municipal, que todos sabem que tenho uma relação respeitável”, disse.

    Menezes fez um balanço da sua gestão e expôs o que ele considera mazelas e entraves burocráticos, causados pelos antecessores ao Polo Industrial de Manaus (PIM). “Pasmem vocês que havia uma quantia de R$156 milhões presos há oito anos, que deveria ter sido alocado para asfaltamento do PIM. Entre o desenvolvimento de obras, estão autorizações, questões legais e a liberação de verbas. Vimos que o problema não era só dinheiro”, alfinetou.