Fonte: OpenWeather

    Impeachment de governo no AM


    Eleição para processo de impeachment de Wilson Lima é adiada na Aleam

    A eleição para presidente e relator da comissão de impeachment do governador Wilson Lima e do vice Carlos Almeida foi adiada para a próxima terça-feira (14)

    O adiamento ocorreu após ficar comprovado que a decisão não tinha legalidade
    O adiamento ocorreu após ficar comprovado que a decisão não tinha legalidade | Foto: Divulgação

    Manaus – A eleição para presidente e relator da comissão de impeachment do governador Wilson Lima e do vice Carlos Almeida, que deveria ocorrer nesta sexta-feira (10), foi adiada para a próxima terça-feira (14).  A sessão foi conduzida pelo deputado Belarmino Lins 

    O adiamento ocorreu após ficar comprovado, em consulta a ata do dia, que a decisão não tinha legalidade, tendo em vista que durante a sessão desta quinta-feira (9), presidida pela deputada Alessandra Campelo, vice-presidente da Casa, não havia quórum mínimo para aprovação do ato.

    Fausto Júnior

    O deputado Fausto Júnior disse que faltou quórum.  De acordo com o parlamentar, durante a sessão, o deputado Augusto Ferraz, que estava participando virtualmente, teve perda de conexão na internet. Pelo regimento interno da Casa Legislativa, são necessários 13 deputados em sessão para que os atos sejam considerados válidos.

    “Teremos que refazer essa votação em reunião ordinária para que não se tenha prejuízo nos trabalhos. Mais para a  frente, com o trabalho avançado, pode vir uma decisão judicial que faça com que se retorne ao início. Para resguardar esse Poder Legislativo, faço um apelo aos colegas para que possamos adiar essa reunião sem prejuízo algum para a comissão”, defendeu Fausto Júnior.

    A sessão  foi conduzida pelo deputado Belarmino Lins
    A sessão foi conduzida pelo deputado Belarmino Lins | Foto: Divulgação

    Alessandra Campelo

    Para deputada Alessandra Campelo, apesar do deputado Augusto Ferraz não ter se manifestado, o fato de estar on-line já seria o necessário para legitimação.  “Na ata consta que o deputado não votou, embora estivesse presente em plenário virtual”, disse ela.

    Os deputados que devem compor a comissão especial de impechment são:

    1º PRTB/PSL/Patriota/PSDB/Republicanos:

    Fausto Júnior, Delegado Péricles, Felipe Souza, Therezinha Ruiz e João Luiz.

    2º. MDB/PTB/PSC/DEM:

    Alessandra Campelo, Dr. Gomes, Saullo Vianna