Fonte: OpenWeather

    Notas de Contexto


    Deputados reagem contra Simeam e acusam uso da Aleam como ‘trampolim’

    Joana disse que processará quem vazou documento de um processo que corre sob segredo de Justiça

    Joana Darc (PL)
    Joana Darc (PL) | Foto: Divulgação

    Os deputados Carlinhos Bessa (PV), Mayara Pinheiro (PP) e Joana Darc (PL) reagiram ontem contra o Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam), que pediu a retirada da Comissão Especial do Impeachment dos parlamentares citados na Operação Sangria.

    Joana disse que processará quem vazou documento de um processo que corre sob segredo de Justiça. “Sou principal interessada em que a Polícia Federal investigue e esclareça tudo a respeito, minha paciência já alcançou o extremo. Ora, quem quiser ser governador, que se candidate, e, quem quiser ser prefeito, que dispute eleição, mas não use a Aleam como trampolim”, desabafou Joana.

    Para Darc, todo o barulho da oposição com a CPI da Saúde e o impeachment em curso na Aleam não passa de uma “grande briga pelo poder, pessoas que querem passar por cima de todo mundo para sentar na cadeira de governador apelando para o tapetão”.

    Tentativa de golpe

    A exemplo de Joana, Bessa e Mayara também desqualificaram a intervenção do Simeam. Outros parlamentares disseram à coluna que o pedido do Sindicato é uma tentativa de golpe para tirar da Comissão Especial oito parlamentares governistas.

    Retirados da Comissão, eles seriam substituídos por deputados suscetíveis de serem manipulados pela oposição para dar admissibilidade ao impeachment que ainda não avançou na Casa.

    LDO 2021

    A coluna apurou que, no âmbito da Defensoria Pública do Estado (DPE) e do Ministério Público do Amazonas (MP-AM), já reina grande insatisfação com a demora da Assembleia Legislativa em apreciar a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) que prevê um orçamento da ordem de R$ 18 bilhões para o Estado em 2021.

    Os dois órgãos querem encaminhar propostas sobre o aumento de seus recursos orçamentários para o próximo ano, mas esbarram na pauta trancada do Parlamento Estadual por causa da polêmica Lei do Gás.

    Promotores em campanha

    Sob a rigidez de uma resolução que tenta coibir o uso do poder econômico e político no processo eleitoral, vários promotores se movimentam nos bastidores do MP-AM na luta para conquistar eleitores de olho no cargo da atual procuradora-geral de Justiça Leda Mara, candidata à reeleição.

    Na arena da disputa estão os promotores Alberto Rodrigues do Nascimento Júnior, André Virgílio Belota Seffair e Lauro Tavares da Silva, presidente da Associação Amazonense do MP.

    O vencedor da batalha final que será travada em 3 de setembro vai ganhar R$ 35,4 mil por mês e administrar um orçamento superior a R$ 294,8 milhões durante o biênio 2021/2022.

    Cautela de Braga

    Durante livre com representantes do segmento do meio ambiente e da economia, o senador Eduardo Braga (MDB/AM) disse que o país precisa ser muito cauteloso na discussão da reforma Tributária encaminhada pelo Governo Federal ao Congresso Nacional.

    Com 38 anos de vida pública, Braga disse que espera a lei fiscal que garanta justiça social aos brasileiros e a retomada da economia no pós-pandemia. O encontro virtual foi organizado pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS), criada por Braga em 2008.

    Saraiva explica apoio

    Segundo o presidente estadual do Solidariedade, deputado Bosco Saraiva, restam pequenos detalhes de alinhamento para que o SD fecho o apoio à candidatura do deputado Ricardo Nicolau PSD) à Prefeitura de Manaus.

    “Espero que possamos anunciar o apoio oficial até o final da próxima semana. Tratamento médico relativo às articulações de meus joelhos me impedem de fazer a campanha eleitoral que caracterizou minha atuação de rua. Comuniquei isso à direção nacional do SD, que aceitou meus argumentos”, detalhou o parlamentar à coluna.

    Gás irá à votação

    O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), admite colocar em votação, na primeira quinzena de agosto, o Projeto de Lei 6407/13, que cria um novo marco legal para o mercado de gás natural no País.

    Se a matéria for aprovada, até 2030 o Brasil deverá duplicar a produção líquida de gás natural, de acordo com projeção da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), vinculada ao Ministério de Minas e Energia. A estimativa prevê um salto dos atuais 59 milhões para 147 milhões de metros cúbicos (m³) ao dia.

    Juízes candidatos

    Rodrigo Maia também se comprometeu em submeter a votos nos próximos dias a proposta que estabelece prazo para que juízes e membros do Ministério Público possam se candidatar a cargos políticos.

    Ele comentou proposta do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Tóffoli, que defendeu um prazo de oito anos para que evitasse “demagogia” no exercício do cargo.

    Mesmo reconhecendo que o prazo de oito anos é longo, o que equivaleria a duas legislaturas, Maia afirmou que é preciso debater o tema. “Não discuto o prazo, o Parlamento deve ouvir e decidir se oito, seis ou quatro anos”, manifestou Maia.

    Conversas de Alfredo

    Depois de Joana Darc, que antes da pandemia do coronavírus chegou a admitir colocar seu nome à prova nas eleições majoritárias de Manaus, o ex-prefeito Alfredo Nascimento saiu da toca e alardeou que o PL tem condições de eleger prefeito e cinco vereadores na batalha municipal deste ano.

    Bem relacionado com o prefeito Arthur Neto, Alfredo é o pré-candidato majoritário do PL e mantém conversas com o PSDB de olho no bom tempo de rádio e TV dos tucanos.

    Servidores da Aleam

    Projeto de lei ordinária da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa aumenta em 3,92 % o salário dos servidores ativos e inativos da Casa, conforme índice apurado pelo INPC no período compreendido entre março de 2019 e fevereiro de 2020.

    Os efeitos financeiros do projeto são retroativos a 1º de março. Com a pauta do Poder trancada, não se sabe quando a propositura irá à votação.

    Presenciais descartadas

    Atingido pelo coronavírus no início da pandemia, Davi Alcolumbre diz que dificilmente o Senado retomará sessões presenciais antes de setembro.

    Em sua coluna em O Globo, o jornalista Lauro Jardim afirma que Alcolumbre teme uma nova onda de Covid-19 em vários estados do país.

    Leia mais: 

    Unificação de PIS/Cofins atinge ZFM e não passa no Congresso

    Congresso pode aprovar TRF que enfraquece a Justiça Federal no AM

    Sob pressão, Josué desiste de presidir processo de impeachment