Com a palavra


'Nosso plano vai reestruturar o sistema de saúde', diz Cel Augusto

O vice-prefeito do candidato Chico Preto (DC), destacou que um dos pontos fortes do plano de gestão, é a implantação da tecnologia nos serviços públicos da capital

O candidato a vice-prefeito pretende ainda implementar um sistema de ações coordenadas para o combate à insegurança na cidade
O candidato a vice-prefeito pretende ainda implementar um sistema de ações coordenadas para o combate à insegurança na cidade | Foto: Lucas Silva

Manaus - Com 27 anos de carreira na Polícia Militar, o vice-prefeito do candidato Chico Preto (DC), tenente coronel Augusto Cezar da Silva Menezes (DC), tem 46 anos, é manauara e especialista em segurança pública. Já esteve na direção de vários comandos de policiamento em Manaus, sendo seu trabalho mais recente no batalhão do município de Manacapuru. Nas eleições de 2018, Augusto se candidatou ao cargo de deputado federal, mas não chegou a ser eleito.  

Em entrevista à Rede Em Tempo de Comunicação, após Chico Preto testar positivo para Covid-19, o candidato a vice apresentou as principais propostas do seu programa de gestão e destacou as mudanças que a chapa pretende fazer na saúde pública municipal, garantindo implantar um plano de reestruturação do sistema visando a  melhoria do atendimento aos pacientes, como a marcação de consultas e exames à distância, via sites ou aplicativos, adequando a demanda populacional. 

EM TEMPO - A pandemia demonstrou a situação que está a saúde na cidade de Manaus. Quais as propostas da chapa para esse tema?

Cel Augusto Cezar - Eu costumo falar nas minhas entrevistas que nós tivemos dois momentos no Brasil. Um momento antes da pandemia e pós-pandemia. A pandemia da Covid-19 mexeu completamente com a saúde em todo o Brasil e conseguiu expor a fragilidade do sistema de saúde de alguns municípios e estados. Isso demonstrou, infelizmente, a capacidade operativa da saúde no nosso município. Eu acredito que a primeira coisa que devemos ter, e isso tem no nosso plano, é o planejamento estratégico da saúde em Manaus. Muitos trabalham  com o ‘plano’, mas na hora esse plano não consegue ter a atividade maciça. Nós temos um problema muito sério nas Unidades Básicas de Saúde em Manaus, que envolve infraestrutura, atendimento, medicamento. Então, o nosso plano contém essa concessão de medicamentos, junto a solução para o quadro de médicos, atendimento aos idosos, às gestantes. 

"

Nosso plano vai reestruturar esse sistema de saúde municipal, a gente vai conseguir adequar o atendimento por necessidade que contenha a demanda da cidade "

Candidato a vice-prefeito, Cel Augusto Cezar,, sobre saúde pública municipal

EM TEMPO - A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) está implementando, em algumas unidades, o programa Saúde na Hora e amplia o atendimento à população nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Então, isso será mantido?

Cel Augusto Cezar - Temos, hoje, uma densidade populacional muito grande então, no decorrer dos anos houve um aumento desordenado da nossa população e esse descontrole aumentou o atendimento nas Unidades Básicas de Saúde. Isso faz com que a população procure a unidade e fique esperando o atendimento. Nós queremos melhorar esse atendimento informatizando, com marcação online. Essa é uma proposta que está no nosso plano, de melhorar e facilitar o atendimento, assim quando a pessoa realizará o agendamento online, ao invés de ir até a unidade. Inclusive, já existem alguns sistemas em instituições, estaduais e municipais, para que o paciente não precise se deslocar até a unidade, principalmente os idosos e gestantes, que tem dificuldade de locomoção. Assim como as pessoas com deficiência, que também são prioridades no nosso plano.

EM TEMPO - O Estatuto do Desarmamento permite o uso de armas nas guardas municipais. Vocês pretendem utilizar esse modelo? Qual é a proposta para a segurança municipal?

Cel Augusto Cezar - Nossa cidade hoje tem um retrocesso na segurança pública, digo um retrocesso municipal. É responsabilidade da prefeitura implantar a  segurança pública municipal nos espaços municipais, não comprometendo a segurança estadual. Nós temos terminais de ônibus, prédios municipais, praças, locais públicos como a Ponta Negra e outros locais que são de responsabilidade da segurança da Prefeitura. A primeira providência que nós iremos tomar é a criação da Secretaria Municipal de Segurança Pública, secretaria que já devia existir,  pois abrange o trânsito e todos esses órgãos que regulam a segurança do município. A secretaria vai promover essa formação, qualificação e implementação, de acordo com as diretrizes do Governo Federal, que foram criadas para que o gestor do município se baseie na efetividade dos guardas municipais. Ele vai utilizar o armamento durante seu serviço, em locais determinados pela prefeitura e após o serviço ele vai entregar esse armamento.

EM TEMPO - Nós temos visto, nos últimos anos, o crescimento da presença de facções na cidade de Manaus. Então, de que forma a administração municipal pode contribuir para combater essa presença e o avanço da criminalidade, principalmente no que diz respeito às facções?

Cel Augusto Cezar - O município não pode combater isso sozinho. Eu sempre falo, nas minhas ações como policial militar, nessa experiência que eu tenho há 27 anos, a Polícia Militar não trabalha sozinha, o Estado não trabalha sozinho, o Governo Federal também não. Em todas as instituições federais, estaduais e municipais existem os palativos da justiça, então nós somos, hoje, a segurança do estado e o município tem que ter a dele. Eu acredito que o nome principal para isso são as ações coordenadas. O município precisa de uma interação e um bom relacionamento, com o estado. Vamos usar essas ações coordenadas para implementar esse combate à insegurança da cidade.

"

Nós vamos usar essas ações coordenadas para implementar esse combate à insegurança da cidade. Primeiro que nós trabalhamos a insegurança com inteligência "

Candidato a vice-prefeito, Cel Augusto Cezar,, sobre o plano para segurança municipal

EM TEMPO - Hoje a gente vive, em várias unidades da rede estadual de ensino, a questão do formato cívico-militar. Vocês pretendem adotar também esse modelo nas escolas do município?

Cel Augusto Cezar - Sim, inclusive nós temos um projeto que é a implementação de algumas escolas a parte da educação cívico-militar. Eu sempre falo assim: “Chico Preto o senhor vai construir um colégio ou o senhor vai usar a estrutura do colégio para levar a disciplina da educação militar?”, porque se a gente fala em doutrina militar existe muita diferença entre a doutrina militar e a educação militar. Você ser doutrinado para ser um militar, está falando de regulamentos, regulamento disciplinar, de conduta, procedimentos. Quando você fala em educação militar você está moldando ali criança, com valores que já foram esquecidos há muitos anos.

EM TEMPO - Qual a proposta para a criação de creches na cidade de Manaus?

Cel Augusto Cezar - Nós temos uma estrutura muito defasada, com a insuficiência de creches, e tudo está relacionado ao estudo da densidade populacional da cidade. Teve um aumento muito grande de nascimento de crianças e isso tem que ser estudado. Nós temos uma porcentagem de 35% de creches funcionando precariamente, uma superlotação, então nós temos um plano de usar essa estrutura para tentar diminuir esse impacto. Vamos usar o que nós temos e tentar diminuir o impacto. No plano, nós temos um projeto financeiro para  ajudar as mães que realmente não podem cuidar de seus filhos de forma integral.

Para a mobilidade urbana, a principal proposta é diminuir o tamanho dos ônibus para garantir a melhor circulação e rapidez
Para a mobilidade urbana, a principal proposta é diminuir o tamanho dos ônibus para garantir a melhor circulação e rapidez | Foto: Lucas Silva

EM TEMPO - Qual a proposta para a mobilidade urbana de Manaus?

Cel Augusto Cezar - A primeira coisa que eu e o Chico sentamos para ver foi sobre os contratos desses ônibus. Para sabermos a qualidade do serviço e melhorar a condução, dentro do que esses empresários no contrato vão nos fornecer, a primeira coisa é checar a situação desses contratos. A segunda é implementar uma locomoção menor dentro dos bairros, porque esses ônibus são muito grandes e isso diminui o impacto colocando um transporte menor. Nós temos vias muito grandes e esses ônibus pequenos vão conseguir entrar nos bairros e melhorar essa mobilidade.

EM TEMPO - Manaus é a sexta cidade entre as 10 piores na coleta de esgoto. Qual a proposta de vocês para isso?

Cel Augusto Cezar - Quando a gente fala em esgoto, a gente se preocupa muito quando tem chuva, o manauara já fica agoniado. Nós temos muitas áreas de risco, uma cidade de planalto. Quando a gente fala em planalto é uma cidade elevada, tem altos e baixos, e temos umas galerias que são muito antigas. No centro de Manaus tem galerias que são de 60 anos atrás então isso é muito complicado. Tem que ser feito um estudo sobre isso, para que a gente possa chamar um profissional, melhorar essas galerias, esse escoamento da água, fazer uma reestruturação ali para quando vir as chuvas. 

Confira a entrevista completa:

| Autor:
 

Leia mais: 

Candidatos com apoio de igrejas podem ter vantagem no pleito 2020

Apoio de Bolsonaro pode favorecer 2 º turno de candidato em Manaus