Eleição 2020


Para alavancar a economia de Manaus, Amil vai investir no turismo

A pandemia do novo coronavírus atingiu de forma acentuada as comunidades e periferias de grandes cidades

O candidato destacou o turismo e a educação como principais temas da entrevista | Foto: Divulgação

“Manaus precisa ser vista e visitada. O orçamento para o turismo não pode continuar sendo de apenas 0,9%", disse Marcelo Amil ao ser questionado sobre os investimentos para a capital amazonense a partir da arrecadação municipal no pós-pandemia. O candidato a prefeito pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB) também abordou outros temas durante uma entrevista na Rádio Rio Mar, na manhã desta quinta-feira (15).

A pandemia do novo coronavírus atingiu de forma acentuada as comunidades e periferias de grandes cidades brasileiras. Segundo Amil, a pandemia também mudou drasticamente um quadro que já era de crescimento lento em uma retração generalizada. Essa mudança com tendência em queda refletiu no aumento do desemprego.

"Há consequências econômicas da crise, além dos impactos sanitários da doença, segundo a pesquisa Impactos da Covid-19 do Programa Cidades Sustentáveis e do Ibope Inteligência. Em 73% das cidades, a pandemia afetou muito os programas e medidas previstas para o desenvolvimento dos municípios. Em Manaus não foi diferente, mas a nossa cidade já está se reestabelecendo. O grande desafio que teremos no primeiro ano de mandato é fazê-la crescer novamente, gerando emprego e mantendo os nossos modelos econômicos. O investimento no turismo será uma das nossas alternativas, já que ele traz renda seja pela movimentação no comércio local ou pela geração de empregos diretos ou sazonais. Todos querem conhecer as belezas daqui, mas infelizmente nós não temos um trabalho eficaz que mostre a cidade para o mundo”. 

Marcelo Amil reforçou que o turismo leva dois aspectos importantes: o interesse dos turistas e o interesse do local que recebe os turistas. 

"Manaus tem tudo para ser o principal roteiro de viagens, mas ainda falha em atrair os turistas que saem do nicho ecológico. Nós vamos mudar isso, começando por investir atividades que ocupem o tempo livre dos viajantes, além de equipar a cidade com um bom transporte público e infraestrutura", afirma Marcelo Amil, que também citou as propostas que visam oportunidades aos microempreendedores em feiras livres e eventos culturais e esportivos realizados pela prefeitura.

Entrevista

A entrevista aconteceu na sede da Rádio Rio Mar
A entrevista aconteceu na sede da Rádio Rio Mar | Foto: Divulgação

Durante a entrevista, que contou com a participação da advogada e secretária-geral da Comissão de Combate à Corrupção Eleitoral, Anne Louise, e dos jornalistas Bruno Elander e Gecilene Salles, o candidato do PCdoB respondeu questionamentos sobre  os setores de educação, transporte e segurança. Amil disse que vai trabalhar com o apoio de pesquisadores das instituições de referência para buscar alternativas que resolvam os problemas da cidade. Segundo ele, planos pré-moldados vindos de outros estados já comprovaram que não são a solução. 

“Manaus não pode continuar com o mesmo serviço de transporte dos anos 60. Nós vamos diversificar os modais, principalmente com a criação do VLT, do transporte aquaviário e da construção de ciclovias. Essas medidas vão desafogar o trânsito e fornecer qualidade ao usuário durante e viagem. Na Educação, nós vamos facilitar o ingresso de todos os alunos da rede pública ao Ensino Superior, com a criação da Universidade Municipal de Manaus. Além disso, o professor será uma prioridade na nossa gestão. Ele vai receber todos os reajustes em dia, porque sem professor não há escola”, respondeu Amil.

*Com informações da assessoria